Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ifgoiano.edu.br/handle/prefix/1015
metadata.dc.type: Trabalho de Conclusão de Curso
Title: CONSERVAÇÃO PÓS-COLHEITA DE PIMENTA DE CHEIRO (Capsicum) COM APLICAÇÃO DE REVESTIMENTO À BASE DE PECTINA EXTRAÍDA DO ALBEDO DO POMELO
metadata.dc.creator: Machado, Ana Luiza Vieira
metadata.dc.contributor.advisor1: Plácido, Geovana Rocha
metadata.dc.contributor.referee1: Cappato, Leandro Pereira
metadata.dc.contributor.referee2: Sousa, Tainara Leal de
metadata.dc.description.resumo: Para aumentar o tempo de vida útil de frutas e hortaliças, técnicas de conservação pós-colheita vêm sendo adotadas. Os revestimentos comestíveis possuem a finalidade de aumentar a vida útil do produto e são formados por uma ou várias camadas finas de qualquer tipo de material, aplicados diretamente sobre a superfície dos alimentos e podem ser ingeridos juntamente com os alimentos. O objetivo deste trabalho é avaliar a conservação pós-colheita da pimenta de cheiro utilizando revestimento à base de pectina extraída do albedo de pomelo. As pimentas foram submetidas a dois tratamentos: controle (frutos sem revestimento) e revestimento com 2% (m/v) de pectina e armazenados em bandejas de polipropileno a 20ºC por 12 dias. Foram avaliados os parâmetros: cor, acidez total titulável, teor de sólidos solúveis, pressão de turgescência e perda de massa aos 0, 3, 6, 9 e 12 dias de armazenamento. As pimentas revestidas apresentaram melhores resultados perante aos frutos controle para todos os parâmetros exceto o de perda de massa que foi indiferente. Todavia, o revestimento contribuiu para a manutenção da qualidade das pimentas de cheiro e o aumento da vida útil devido ao efeito da película no retardamento do amadurecimento.
Abstract: Para aumentar o tempo de vida útil de frutas e hortaliças, técnicas de conservação pós-colheita vêm sendo adotadas. Os revestimentos comestíveis possuem a finalidade de aumentar a vida útil do produto e são formados por uma ou várias camadas finas de qualquer tipo de material, aplicados diretamente sobre a superfície dos alimentos e podem ser ingeridos juntamente com os alimentos. O objetivo deste trabalho é avaliar a conservação pós-colheita da pimenta de cheiro utilizando revestimento à base de pectina extraída do albedo de pomelo. As pimentas foram submetidas a dois tratamentos: controle (frutos sem revestimento) e revestimento com 2% (m/v) de pectina e armazenados em bandejas de polipropileno a 20ºC por 12 dias. Foram avaliados os parâmetros: cor, acidez total titulável, teor de sólidos solúveis, pressão de turgescência e perda de massa aos 0, 3, 6, 9 e 12 dias de armazenamento. As pimentas revestidas apresentaram melhores resultados perante aos frutos controle para todos os parâmetros exceto o de perda de massa que foi indiferente. Todavia, o revestimento contribuiu para a manutenção da qualidade das pimentas de cheiro e o aumento da vida útil devido ao efeito da película no retardamento do amadurecimento.
Keywords: cítrico
cobertura comestível
vida-útil
metadata.dc.subject.cnpq: CIENCIAS AGRARIAS::CIENCIA E TECNOLOGIA DE ALIMENTOS
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Instituto Federal Goiano
metadata.dc.publisher.initials: IF Goiano
metadata.dc.publisher.department: Campus Rio Verde
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
URI: https://repositorio.ifgoiano.edu.br/handle/prefix/1015
Issue Date: 14-Feb-2020
Appears in Collections:Bacharelado em Engenharia de Alimentos

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TC Ana Luiza finalizado (repositorio).pdf936,81 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.