Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ifgoiano.edu.br/handle/prefix/982
metadata.dc.type: Trabalho de Conclusão de Curso
Title: DETERMINAÇÕES FÍSICAS E QUÍMICAS DE DOCE DE FARINHA DE SEMENTE DE ABÓBORA (Cucurbita Moschata)
metadata.dc.creator: Boêno, Josianny Alves
metadata.dc.contributor.advisor1: Ribeiro, Erlon Alves
metadata.dc.description.resumo: A abóbora é um vegetal nutritivo amplamente consumido no Brasil e com muitas possibilidades de aproveitamento. A farinha de semente de abóbora representa ingrediente alimentar com grande potencial de uso em função de suas características benéficas e relevantes à saúde. Em vista disso teve-se como objetivo neste trabalho a fabricação de farinha de semente de abóbora paulista após secagem natural e ao forno e produção de doce com 10, 15 e 20 % de adição da farinha produzida para realização de caracterização física e química. Foi feita análise de umidade nas sementes in natura e nas sementes desidratadas. Procederam-se também, análises físicas de peso, espessura e diâmetro e químicas no doce como umidade, pH, acidez e sólidos solúveis. A umidade da semente in natura foi de 44,4% e umidade da semente submetida a secagem natural foi de 7,8% e a umidade da semente submetida a secagem artificial (ao forno) 8,0%. A umidade entre os tratamentos do doce feito com farinha de semente de abóbora não diferiu significativamente em nenhum tratamento. No doce utilizando farinha com semente proveniente de secagem solar (SS) e de secagem ao forno (SF), em relação aos sólidos solúveis a formulação com 20% de adição foi a única que se diferiu entre os dois métodos. O pH e a acidez foram influenciados pelas diferentes concentrações de farinha de semente de abóbora (FSA) e pelo método de secagem da semente. Constatou-se que diferenças nos métodos de secagem tem influência sobre as características físicas e químicas do doce feito com as farinhas de semente seca de abóbora, provocando mudanças nas propriedades da farinha, inclusive na coloração. A composição nutricional demonstrou que o teor de calorias e lipídeos é bem menor no doce produzido que na paçoca convencional. Por ser um reaproveitamento de resíduos o doce tem potencial econômico, podendo facilmente ser desenvolvido industrialmente, por ser um alimento nutritivo e de fácil preparação.
Keywords: Curcubita moschata
Farinha de semente – análise
Análise de alimentos – Análise físico-química
metadata.dc.subject.cnpq: CIENCIAS AGRARIAS::CIENCIA E TECNOLOGIA DE ALIMENTOS
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Instituto Federal Goiano
metadata.dc.publisher.initials: IF Goiano
metadata.dc.publisher.department: Campus Morrinhos
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
URI: https://repositorio.ifgoiano.edu.br/handle/prefix/982
Issue Date: 29-Jun-2017
Appears in Collections:Tecnologia em Alimentos

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TC_ALIMENTOS_CARLA ALVES.pdf345,14 kBAdobe PDFView/Open
CARLA APARECIDA ALVES.pdfTAPE249,27 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.