Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ifgoiano.edu.br/handle/prefix/842
metadata.dc.type: Trabalho de Conclusão de Curso
Title: INFLUÊNCIA DO SISTEMA DE ALIMENTAÇÃO DE FÊMEAS SUÍNAS EM GESTAÇÃO NO DESEMPENHO PRODUTIVO DA LEITEGADA
metadata.dc.creator: São José, Gabryella Luiza Félix
metadata.dc.contributor.advisor1: Osava, Carolina Fonseca
metadata.dc.contributor.referee1: Peron, Hugo Jayme Mathias Coelho
metadata.dc.contributor.referee2: Santos, Fabrício Carrião dos
metadata.dc.description.resumo: Avaliar se o sistema de alimentação influencia o desempenho produtivo da leitegada. Para o estudo foram utilizadas 59 fêmeas em fase de gestação, sendo estas, primíparas (ordem de parto 1), e multíparas com ordem de parto de 2 a 4, comparando dois sistemas de alimentação (convencional e automática). Durante o parto, foram coletados dados de peso individual ao nascimento antes da primeira mamada, quantidade total de leitões, nascidos vivos, natimortos, mumificados, mortos ao nascer e baixa viabilidade (leitões abaixo de 500 gramas), desconsiderando peso de leitões mumificados. O estudo foi desenvolvido em delineamento inteiramente casualizado, com dois tratamentos: forma de arraçoamento e a ordem de parição das matrizes. Todas as variáveis estudadas tiveram os dados submetidas a teste de normalidade (Teste de Shapiro-Wilk) e homocedasticidade. As variáveis de total de leitões por leitegada e peso médio da leitegada foram comparadas pelo Teste de Mann-Whitney para a forma de arraçoamento e o Teste de Kruskal-Wallis seguido do Teste t de Student ajustado para a ordem de parto e interações. O peso médio dos leitões ao nascer foi comparado pelo Teste t de Student para a forma de arraçoamento e o Teste de Tukey para a ordem de parto e interações. As avaliações de distribuição de frequência de classificação dos leitões foram submetidas pelo Teste de Qui-Quadrado, exceto para resultados iguais a zero, comparados pelo Teste Exato de Fisher. Foi adotado nível de 0,05 de significância em todos os testes, utilizando o auxílio do software R (Core Development Core Team, 2019). O peso médio dos leitões ao nascimento quando comparado as duas formas de arraçoamento apresentaram diferença (p<0,05) sendo o sistema automático com melhor resultado, 1,35kg enquanto o sistema convencional 1,22kg. O peso médio da leitegada se diferenciou entre as ordens de parto 1 e 4, (16,6 e 22,5kg) e nas ordens de parto 1 e 3 (1,21 e 1,45kg), houve diferença no peso médio de leitão (p<0,05). Já em relação a característica da leitegada, houve diferença entre fêmeas de primeiro de parto das demais ordens de parição em relação ao número de leitões mumificados (p<0,05).
Abstract: Analyze if the feeding system influences the productive performance of the piglets. For the study was used 59 females in gestation phase, being primiparous (first birth) and multiparous with order 2 to 4, comparing two feeding systems (conventional and automatic). During the birth was collected on individual weight at birth before the first suckling, total number of piglets, live births, stillbirths, mummified, dead at birth and low viability (piglets below 500gr), excluding weigth of mummified piglets. The study was developed in a completely randomized design, with two treatments: feeding form and parity order. All variables studied had data submited to normality test (Shapiro-Wilk test) and homoscedasticity. The variables of total piglets per litter and average litter weigth were compared by the Mann-Whitney test for the feeding form and the Kruskal-Wallis test followed by the Student T test adjusted for calving order and interactions. Piglets classification frequency distribution evaluations were submitted to the Qui-quadrado test, except for the zero results, compared by Fisher’s exact test. A significance level of 0,05 was adopted in all tests, using the aid of R software (Core Development Core Team, 2019). The average weight of piglets at birth whn comparing the two feeding forms showed difference (p <0,05), with the automatic system being 1.35kg while the conventional system 1.22kg. The average litter weigth differed between birth orders 1 and 4 (16.6 and 22.5 kg) and in birth orders 1 and 3 (1.21 and 1.45kg) there was a difference in mean weight of piglet (p<0,05). Regarding the litter characteristics, there was a difference between first calving females in the other calving orders in relation to th number of mummified piglets (p<0,005).
Keywords: leitão
peso ao nascer
mumificados
primípara
ordem de parto
metadata.dc.subject.cnpq: CIENCIAS AGRARIAS::ZOOTECNIA::NUTRICAO E ALIMENTACAO ANIMAL
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Instituto Federal Goiano
metadata.dc.publisher.initials: IF Goiano
metadata.dc.publisher.department: Campus Urutaí
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
URI: https://repositorio.ifgoiano.edu.br/handle/prefix/842
Issue Date: 19-Dec-2019
Appears in Collections:Bacharelado em Medicina Veterinária

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
tcc_Gabryella Luiza Félix São José.pdf1,48 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.