Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ifgoiano.edu.br/handle/prefix/532
metadata.dc.type: Trabalho de Conclusão de Curso
Title: CRESCIMENTO INICIAL DO MILHO EM FUNÇÃO DA CALAGEM, GESSAGEM E BIOESTIMULAÇÃO COM Ascophyllum nodosum EM SOLO RICO EM ALUMÍNIO.
metadata.dc.creator: Chagas, Marcos Gustavo
metadata.dc.contributor.advisor1: Rodrigues, Carlos
metadata.dc.contributor.referee1: Veneziano, Vitor
metadata.dc.contributor.referee2: Michlovská, Tatiana
metadata.dc.description.resumo: CHAGAS, Marcos Gustavo Kemmerich. Crescimento inicial do milho em função da calagem, gessagem e bioestimulação com Ascophyllum nodosum em solo rico em alumínio. 2019. 25p. Monografia (Curso de Bacharelado de Agronomia). Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Goiano - Campus Rio Verde, GO, 2019. O presente trabalho tem como objetivo avaliar o crescimento inicial do sistema radicular do milho em função da calagem, gessagem e do tratamento de sementes com extrato da alga marinha Ascophyllum nodosum em solo com alta saturação por Al. O delineamento experimental foi inteiramente casualizados em esquema fatorial 2 x 2 x 2 sendo com e sem calagem, com e sem gessagem e com e sem tratamento de semente (TS) com Ascophyllum nodosum. Cada rizotron foi constituído uma parcela. Foi avaliada a massa seca de parte aérea (MSPA), raiz (MSR) e total (MST), proporção de massa seca na parte aérea (PPA) e raiz (PR), profundidade do sistema radicular no rizotrom (m) e a área do rizotrom ocupado pelo sistema radicular. A MSPA, MSR e MST variou somente em função da calagem, onde obteve os maiores valores. Houve maior proporção de parte aérea e maior crescimento do sistema radicular em profundidade nas plantas sem gessagem e maior exploração de área do solo pelo sistema radicular com a aplicação da calagem e TS com A. nodosum. Com os resultados conclui-se que sob condições de toxidez de Al a calagem foi o insumo que melhor proporcionou o aumento do crescimento das raízes e com maior área de solo explorado por raízes secundárias e pelos radiculares quando sob o TS com A. nodosum.
Abstract: CHAGAS, Marcos Gustavo Kemmerich. Initial corn growth as a function of liming, plastering and biostimulation with Ascophyllum nodosum in aluminum rich soil. 2019. 25p. Monograph (Bachelor of Agronomy Course). Goiano Federal Institute of Education, Science and Technology - Rio Verde Campus, GO, 2019. The present work aims to evaluate the initial growth of the root system of maize as a function of liming, plastering and seed treatment with Ascophyllum nodosum extract in soil with high Al saturation. The experimental design was completely randomized in a factorial scheme. 2 x 2 x 2 being with and without liming, with and without plaster and with and without seed treatment (TS) with Ascophyllum nodosum. Each rhizotron was constituted a plot. The shoot (MSPA), root (MSR) and total (MST) dry mass, shoot (PPA) and root (PR) dry matter ratio, rhizotrom root system depth (m) and area were evaluated. of the rhizotrom occupied by the root system. The MSPA, MSR and MST varied only as a function of liming, where it obtained the highest values. There was a higher proportion of shoot and root growth in depth in the plants without plaster and greater exploration of soil area by root system with liming and TS with A. nodosum. It was concluded that under Al toxicity conditions liming was the best source to increase root growth and larger soil area explored by secondary roots and roots when under TS with A. nodosum.
Keywords: Zea mays L.; óxido de cálcio, sulfato de magnésio, rizotron.
metadata.dc.subject.cnpq: CIENCIAS AGRARIAS::AGRONOMIA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Instituto Federal Goiano
metadata.dc.publisher.initials: IF Goiano
metadata.dc.publisher.department: Campus Rio Verde
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
URI: https://repositorio.ifgoiano.edu.br/handle/prefix/532
Issue Date: 7-Aug-2019
Appears in Collections:Bacharelado em Agronomia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TCC_Marcos Gustavo.pdf2,17 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

Admin Tools