Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ifgoiano.edu.br/handle/prefix/530
metadata.dc.type: Trabalho de Conclusão de Curso
Title: DETERMINAÇÃO DOS PERÍODOS DE INTERFERÊNCIA DE PLANTAS DANINHAS EM PASTAGEM DE Panicum maximum
metadata.dc.creator: Oliveira, Gustavo Silva de
metadata.dc.contributor.advisor1: Jakelaitis, Adriano
metadata.dc.contributor.referee1: Soares, Frederico Antonio Loureiro
metadata.dc.contributor.referee2: Lima, Suzete Fernandes
metadata.dc.description.resumo: O manejo inadequado de plantas daninhas é uma das principais causas da baixa produtividade das pastagens brasileiras. Nesta pesquisa, objetivou-se avaliar os efeitos da interferência de plantas daninhas na implantação da pastagem de Panicum maximum cv. Massai e na rebrotação desta após o corte. Dois ensaios foram conduzidos em blocos ao acaso com quatro repetições. No primeiro ensaio, a forrageira foi mantida em convivência com as plantas daninhas pelos períodos de 0, 7, 14, 21, 28, 35, 42, 49, 56 e 66 dias após a emergência (DAE) da pastagem, e no segundo ensaio, a forrageira foi mantida sem a convivência das plantas daninhas pelos mesmos períodos até o corte da forrageira, aos 66 DAE. As parcelas foram mantidas livres da convivência de plantas daninhas por capinas manuais, conforme tratamento. Com o aumento dos períodos de convivência da comunidade infestante com a forrageira maiores foram os danos na produção de perfilhos e no rendimento de forragem na implantação da pastagem. O período crítico de interferência de plantas daninhas na pastagem de Panicum maximum cv. Massai situou-se entre 11 e 49 DAE. A interferência de plantas daninhas também afetou a rebrota da forrageira aos 40 dias após o corte, reduzindo o perfilhamento, a cobertura vegetal das parcelas e a produção de massa seca, principalmente de folhas.
Abstract: Inadequate weed management is one of the main causes of the low productivity of Brazilian pastures. The objective of this research was to evaluate the effects of weed interference on Panicum maximum cv. Massai and its regrowth after cutting. Two trials were conducted in randomized blocks with four repetitions. In the first trial, the forage was kept in contact with weeds for the periods of 0, 7, 14, 21, 28, 35, 42, 49, 56 and 66 days after grazing emergence (DAE), and in the second trial , the forage was kept without weeds living for the same periods until the forage cut at 66 DAE. The plots were kept free of weeds living by hand weeding, according to treatment. With the increase of the weed community living periods with the forage greater the damages in the tillers production and the forage yield in the pasture implantation. The critical period of weed interference in the Panicum maximum cv. Massai was between 11 and 49 DAE. Weed interference also affected forage regrowth at 40 days after cutting, reducing tillering, plot cover and dry mass production, especially leaves.
Keywords: Comunidade infestante, matocompetição, rendimento de forragem.
metadata.dc.subject.cnpq: CIENCIAS AGRARIAS::AGRONOMIA::FITOTECNIA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Instituto Federal Goiano
metadata.dc.publisher.initials: IF Goiano
metadata.dc.publisher.department: Campus Rio Verde
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
URI: https://repositorio.ifgoiano.edu.br/handle/prefix/530
Issue Date: 23-Jul-2019
Appears in Collections:Bacharelado em Agronomia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
tcc_Gustavo Silva de Oliveira.pdf1,21 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

Admin Tools