Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ifgoiano.edu.br/handle/prefix/872
metadata.dc.type: Trabalho de Conclusão de Curso
Title: CONFLITOS ENTRE HUMANOS E MAMÍFEROS SILVESTRES DE MÉDIO E GRANDE PORTE NO SUDESTE DO ESTADO DE GOIÁS
metadata.dc.creator: Cunha, Wallace
metadata.dc.contributor.advisor1: Castro, André
metadata.dc.contributor.advisor-co1: Machado, Paulo
metadata.dc.contributor.referee1: Castro, André
metadata.dc.contributor.referee2: Neves, Fernanda
metadata.dc.contributor.referee3: Rocha, Ednaldo
metadata.dc.description.resumo: O avanço da produção agropecuária e da expansão agrícola geralmente pode causar conflitos entre animais silvestres e produtores rurais, podendo acarretar prejuízos como danos econômicos, redução na qualidade e quantidade de habitat, aumento descontrolado de algumas espécies e extinção de animais. O presente trabalho tem como objetivo discutir os conflitos existentes em áreas rurais localizadas no sudeste do Estado de Goiás entre humanos (proprietários rurais) e animais silvestres (mamíferos de médio e grande porte). Para isso, uma entrevista foi realizada com 25 proprietários rurais do sudeste goiano, com questões que versavam desde a caracterização das propriedades até as espécies de mamíferos silvestres avistadas na propriedade e detalhamento sobre os conflitos com esses animais. Os proprietários relataram ter avistado 26 espécies de mamíferos de médio e grande porte, reforçando a riqueza de espécies nesses ambientes. A maioria dos proprietários relatou não haver conflito com os animais silvestres, mesmo indicando que já causaram danos, evidenciando uma incoerência. Contudo, a alta riqueza de espécies, alta frequência de encontros com mamíferos de médio e grande porte apontam para a necessidade tanto de ações de educação ambiental e conservação quanto de fiscalização em propriedades rurais, visando minimizar os conflitos existentes e o cumprimento das legislações vigentes.
Abstract: O avanço da produção agropecuária e da expansão agrícola geralmente pode causar conflitos entre animais silvestres e produtores rurais, podendo acarretar prejuízos como danos econômicos, redução na qualidade e quantidade de habitat, aumento descontrolado de algumas espécies e extinção de animais. O presente trabalho tem como objetivo discutir os conflitos existentes em áreas rurais localizadas no sudeste do Estado de Goiás entre humanos (proprietários rurais) e animais silvestres (mamíferos de médio e grande porte). Para isso, uma entrevista foi realizada com 25 proprietários rurais do sudeste goiano, com questões que versavam desde a caracterização das propriedades até as espécies de mamíferos silvestres avistadas na propriedade e detalhamento sobre os conflitos com esses animais. Os proprietários relataram ter avistado 26 espécies de mamíferos de médio e grande porte, reforçando a riqueza de espécies nesses ambientes. A maioria dos proprietários relatou não haver conflito com os animais silvestres, mesmo indicando que já causaram danos, evidenciando uma incoerência. Contudo, a alta riqueza de espécies, alta frequência de encontros com mamíferos de médio e grande porte apontam para a necessidade tanto de ações de educação ambiental e conservação quanto de fiscalização em propriedades rurais, visando minimizar os conflitos existentes e o cumprimento das legislações vigentes. O avanço da produção agropecuária e da expansão agrícola geralmente pode causar conflitos entre animais silvestres e produtores rurais, podendo acarretar prejuízos como danos econômicos, redução na qualidade e quantidade de habitat, aumento descontrolado de algumas espécies e extinção de animais. O presente trabalho tem como objetivo discutir os conflitos existentes em áreas rurais localizadas no sudeste do Estado de Goiás entre humanos (proprietários rurais) e animais silvestres (mamíferos de médio e grande porte). Para isso, uma entrevista foi realizada com 25 proprietários rurais do sudeste goiano, com questões que versavam desde a caracterização das propriedades até as espécies de mamíferos silvestres avistadas na propriedade e detalhamento sobre os conflitos com esses animais. Os proprietários relataram ter avistado 26 espécies de mamíferos de médio e grande porte, reforçando a riqueza de espécies nesses ambientes. A maioria dos proprietários relatou não haver conflito com os animais silvestres, mesmo indicando que já causaram danos, evidenciando uma incoerência. Contudo, a alta riqueza de espécies, alta frequência de encontros com mamíferos de médio e grande porte apontam para a necessidade tanto de ações de educação ambiental e conservação quanto de fiscalização em propriedades rurais, visando minimizar os conflitos existentes e o cumprimento das legislações vigentes.
Keywords: Mamíferos silvestres
conflitos
metadata.dc.subject.cnpq: CIENCIAS BIOLOGICAS::BIOLOGIA GERAL::ZOOLOGIA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Instituto Federal Goiano
metadata.dc.publisher.initials: IF Goiano
metadata.dc.publisher.department: Campus Urutaí
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
URI: https://repositorio.ifgoiano.edu.br/handle/prefix/872
Issue Date: 19-Dec-2019
Appears in Collections:Licenciatura em Ciências Biológicas

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
tcc_Wallace Cunha.pdf800,21 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.