Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ifgoiano.edu.br/handle/prefix/345
metadata.dc.type: Dissertação
Title: IMPLICAÇÕES ECOFISIOLÓGICAS DAS VARIAÇÕES ESTRUTURAIS E FUNCIONAIS DE COMPONENTES DA CASCA EM ESPÉCIES DO CERRADO: UMA ESTRUTURA MOLDADA PELO FOGO, MAS TAMBÉM PELA ÁGUA
Other Titles: ECOPHYSIOLOGICAL IMPLICATIONS OF STRUCTURAL AND FUNCTIONAL COMPONENTS OF THE CASK IN CERTAIN SPECIES: A STRUCTURE MOLDED BY FIRE, BUT ALSO BY WATER
metadata.dc.creator: Lourenço, Lucas Loram
metadata.dc.contributor.advisor1: Silva, Paulo Eduardo de Menezes
metadata.dc.contributor.referee1: Silva, Paulo Eduardo de Menezes
metadata.dc.contributor.referee2: Souza, Lucas Anjos de
metadata.dc.contributor.referee3: Silva, Fabiano Guimarães
metadata.dc.description.resumo: O clima do Cerrado é caracterizado por um longo período de estiagem e com frequência ocorrem queimadas. Essa combinação de fogo e restrição hídrica, possivelmente foi fator determinante no surgimento de grande número de espécies vegetais, que contrastam significativamente em seus investimentos relativos em madeira e casca. No entanto, é importante destacar que, até o momento, boa parte dos estudos relacionados à casca em plantas do Cerrado teve como foco principal apenas os ajustes induzidos pelo fogo. Dessa forma, ainda pouco se sabe sobre quais impactos as variações estruturais da casca podem exercem em outros aspectos ecológicos, tais como transporte de água e assimilação de carbono, principalmente entre as espécies com diferentes estratégias de crescimento presentes nesse bioma. Nesse sentido, o presente trabalho teve como principal objetivo analisar como as variações nas propriedades estruturais e funcionais da casca se relacionam com processos fisiológicos centrais entre diferentes espécies do Cerrado. Para isso, 31 espécies nativas, amplamente distribuídas no Cerrado, foram analisadas quanto aos seguintes parâmetros: análises morfológicas (espessura total da casca, espessura da casca interna e externa, diâmetro do caule, densidade da casca e da madeira, taxa de crescimento de ramos); relações hídricas (conteúdo de água em folhas, xiv madeira e casca, porcentagem de água no caule armazenada pela casca, potencial hídrico foliar e caulinar, capacitância caulinar, condutividade hidráulica do caule e; fixação de carbono (assimilação líquida de carbono). Após a realização das análises morfológicas e fisiológicas, a área experimental sofreu a incidência de grande queimada, que permitiu observar a taxa de sobrevivência das espécies, após o fogo. De modo geral, a notável tolerância ao fogo das plantas que compõe o Cerrado pôde ser claramente observada no presente estudo, uma vez que nenhum indivíduo das 31 espécies estudadas morreu após a ocorrência de queimada. Ao que tudo indica, essa capacidade de tolerar o fogo esteve diretamente relacionada com aspectos estruturais da casca, mais especificamente a espessura. Os resultados também confirmam a hipótese de que as variações estruturais da casca em plantas do Cerrado, além de ser uma resposta à pressão seletiva exercida pelo fogo, possivelmente envolve a participação dessa estrutura na regulação do status hídrico, bem como a fixação e transporte de carboidratos. Além disso, também demonstra que as diferentes estruturas da casca podem assumir funções ecológicas contrastantes, sendo que a porção externa está mais diretamente associada à proteção contra o fogo, enquanto a porção interna se relacionou mais fortemente com a regulação do status hídrico e transporte de carboidratos. Dessa forma, o presente trabalho aumenta de forma significativa o conhecimento sobre a ecofisiologia das plantas que compõe um dos maiores e mais diversos biomas brasileiros.
Abstract: The climate of the Cerrado is characterized by a long period of drought and the occurrence of fires is frequent. This combination of fire and water restriction was possibly a determining factor in the emergence of the large numbers of plant species, which contrasted significantly in their relative investments in wood and hulls. However, it is important to highlight that, to date, a good part of the studies related to the hulls in Cerrado plants had as its main focus only the adjustments induced by fire. Thus, little is known about what impacts the structural variations of the hulls can cause on other ecological aspects, such as water transport and carbon assimilation, especially among species with different growth strategies present in this biome. In this sense, the main objective of this work was to analyze how the variations in the structural and functional properties of the hulls are related to central physiological processes among different species of the Cerrado. For this, 31 native species, widely distributed in the Cerrado, were analyzed for the following parameters: morphological analysis (total hulls thickness, internal and external hulls thickness, stem diameter, hulls and wood density, braches growth rate); water relations (water content in leaves, wood and hulls, percentage of water in the stem stored by the hulls, leaf and stem water potential, stem capacitance, stem hydraulic conductivity); and carbon fixation (net carbon assimilation). xvi After the analysis of the morphological and physiological traits, the experimental area suffered the incidence of a large burn, which allowed observing the survival rate of the species after the fire. In general, the remarkable fire tolerance of the plants from Cerrado could be clearly observed in the present study, since no individual of the 31 species studied died after the occurrence of burning. By all indications, this ability to tolerate fire was directly related to structural aspects of the hulls, more specifically thickness. Our results also confirm the hypothesis that the structural variations of the bark in Cerrado plants, besides being a response to the selective pressure exerted by the fire, possibly involves the participation of this structure in the regulation of the water status, as well as the fixation and transport of carbohydrates. In addition, we have also demonstrated that different hulls structures may assume contrasting ecological functions, with the outer portion being more directly associated with fire protection, while the inner portion was more strongly related to water status regulation and transport of carbohydrates. Thus, the present work significantly increases the knowledge about the Ecophysiology of plants from one of the largest and most diverse Brazilian biomes.
Keywords: Cerrado - consevação
recursos naturais - conservação
variação estrutural da casca
cerrado - tolerância ao fogo
cerrado - relações hídricas
cerrado - transporte de carboidratos
cerrado - biomas
metadata.dc.subject.cnpq: CIENCIAS AGRARIAS
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Instituto Federal Goiano
metadata.dc.publisher.initials: IF Goiano
metadata.dc.publisher.department: Campus Rio Verde
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Biodiversidade e Conservação
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
URI: https://repositorio.ifgoiano.edu.br/handle/prefix/345
Issue Date: 27-Feb-2018
Appears in Collections:Mestrado em Biodiversidade e Conservação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2018-11-19-03-30-04Dissertação Lucas Loram Lourenço.pdfdissertacaolucas1,89 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.