Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ifgoiano.edu.br/handle/prefix/3298
metadata.dc.type: Dissertação
Title: ECTOPARASITOS DE PEQUENOS MAMÍFEROS NÃO VOADORES DO BRASIL: TENDÊNCIAS, LACUNAS E UM ESTUDO DE CASO
metadata.dc.creator: Linhares, Thaynara S
metadata.dc.contributor.advisor1: Hannibal, Wellington L
metadata.dc.contributor.advisor-co1: Moreira, Jânio C
metadata.dc.contributor.referee1: Carvalho, Raimundo W
metadata.dc.contributor.referee2: Fox, Eduardo G P
metadata.dc.description.resumo: O Brasil é um dos países que possui uma das maiores biodiversidades do mundo, abrigando imensa variedade de espécies. Entretanto, a conservação da biodiversidade se torna um desafio cada vez maior frente ao crescente desmatamento e degradação dos ecossistemas em função da expansão antrópica urbana. A proximidade do convívio de seres humanos com animais é outro fator preocupante, uma vez que animais silvestres, como os pequenos mamíferos da ordem Rodentia (roedores) e ordem Didelphimorphia (marsupiais), são facilmente encontrados em ambientes silvestres e urbanos e atuam como hospedeiros de ectoparasitos que podem transmitir uma série de agentes patogênicos de caráter zoonótico, importantes para saúde pública. Deste modo, estruturamos a dissertação em dois capítulos, que têm por objetivos: i- investigar as tendências e lacunas da produção científica sobre a relação ectoparasitos e seus hospedeiros pertencentes às ordens acima citadas e ii- descrever as espécies de ectoparasitos encontrados em pequenos mamíferos em uma paisagem fragmentada do sul do estado de Goiás, Brasil central. Para o primeiro capítulo, buscamos por documentos publicados nas principais bases de dados Web of Science e Scopus. Encontramos 602 documentos publicados, com destaque para Estados Unidos da América, Brasil e Israel, países em que os pesquisadores publicaram em revistas internacionais de alto impacto e com foco na área da saúde. Entre a produção brasileira, mais da metade foi conduzida no bioma Mata Atlântica. No segundo capítulo, destacamos a ordem Mesostigmata (n = 153 ectoparasitos distribuídos em oito táxons), tendo a família Laelapidae sido a mais frequente, com destaque para a espécie Gigantolaelaps wolffsohni. A relação ectoparasito-hospedeiro tem sido investigada, principalmente com foco na saúde, com o conhecimento ecológico em segundo plano, e isto tem implicação na conservação da biodiversidade. Os pequenos mamíferos da região estudada são parasitados por importante diversidade de ectoparasitos. Apesar de seu status de hotspots, o Cerrado tem sido pouco investigado em relação à história de vida desses mamíferos. Assim, destaca-se que este é o primeiro estudo envolvendo a relação ectoparasitos-pequenos mamíferos não voadores nessa porção do Brasil.
Abstract: Brazil is one of the countries that has one of the greatest biodiversity in the world, harboring a immense variety of species. However, biodiversity conservation becomes an increasing challenge in the face of increasing deforestation and degradation of ecosystems due to urban anthropic expansion. The proximity of human beings to animals is another worrying factor, since wild animals, such as small mammals of the order Rodentia (rodents) and order Didelphimorphia (marsupials), are easily found in wild and urban environments and act as hosts for ectoparasites that can transmit a number of zoonotic pathogens, important for public health. Thus, we have structured the dissertation into two chapters, which aim to: i- investigate trends and gaps in scientific production on the relationship between ectoparasites and their hosts belonging to the orders mentioned above and ii- describe the species of ectoparasites found in small mammals in a fragmented landscape of the southern state of Goiás, central Brazil. For the first chapter, we searched for documents published in the main databases Web of Science and Scopus. We found 602 published documents, with emphasis on the United States of America, Brazil and Israel, countries in which researchers published in high-impact international journals focused on the health area. Among Brazilian production, more than half was conducted in the Atlantic Forest biome. In the second chapter, we highlight the order Mesostigmata (n = 153 ectoparasites distributed in eight taxa), with the Laelapidae family being the most frequent, with emphasis on the species Gigantolaelaps wolffsohni. The ectoparasite-host relationship has been investigated, mainly with a focus on health, with ecological knowledge in the background, and this has implications for biodiversity conservation. Small mammals in the region studied are parasitized by an important diversity of ectoparasites. Despite its hotspot status, the Cerrado has been poorly investigated regarding the life history of these mammals. Thus, it is noteworthy that this is the first study involving the relationship ectoparasites-small non-flying mammals in this part of Brazil.
Keywords: Ártrópodes
Interação parasita-hospedeiro
Marsupiais
Relação ecológica
Roedores
metadata.dc.subject.cnpq: CIENCIAS BIOLOGICAS::ECOLOGIA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Instituto Federal Goiano
metadata.dc.publisher.initials: IF Goiano
metadata.dc.publisher.department: Campus Rio Verde
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Biodiversidade e Conservação
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
URI: https://repositorio.ifgoiano.edu.br/handle/prefix/3298
Issue Date: 27-Oct-2022
Appears in Collections:Mestrado em Biodiversidade e Conservação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
dissertação_ ThaynaraLinhares.pdfdissertação_ThaynaraLinhares835,17 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.