Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ifgoiano.edu.br/handle/prefix/3233
metadata.dc.type: Trabalho de Conclusão de Curso
Title: CAUSAS DE BAIXA VIABILIDADE EM LEITÕES NA SUINOCULTURA
metadata.dc.creator: Rocha, Niele Maria da
metadata.dc.contributor.advisor1: Carvalho, Thony Assis
metadata.dc.contributor.referee1: Carvalho, Thony Assis
metadata.dc.contributor.referee2: Cunha, Waldeliza Fernandes
metadata.dc.contributor.referee3: Faquinello, Patrícia
metadata.dc.description.resumo: A suinocultura moderna atingiu índices de produtividade satisfatórios devido às melhorias conquistadas nas áreas de nutrição, sanidade, instalações, equipamentos, manejos e também, avanços no melhoramento genético. As empresas de genéticas têm mantido o empenho no propósito de produzir fêmeas hiperprolíficas, para aumentar o número de animais produzidos a cada ano, porém obter a uniformidade ideal da leitegada ao nascimento ainda está sendo um desafio nos sistemas de produção. Neste sentido, objetivou-se realizar esta revisão bibliográfica para abordar as principais causas de baixa viabilidade em leitões na suinocultura. Umas das causas é o não atendimento da exigência nutricionais de fêmeas hiperprolificidade durante a gestação levando a ocorrência de crescimento intrauterino retardado. Além disso, outros aspectos podem afetar a baixa viabilidade sendo ordem de parto, peso ao nascimento e ordem de nascimento. A obtenção de leitegadas numerosas e de boa qualidade ao nascimento e desmame, implica em atender as exigências nutricionais das fêmeas principalmente durante a gestação. Pois a baixa viabilidade do leitão e decorrente as falhas que se tem com a matriz no decorrer do período gestacional, em outras palavras, a busca pela boa produção de leitões deve ser acompanhada pela nutrição adequada das fêmeas durante todo o ciclo reprodutivo.
Abstract: Modern pig farming has achieved satisfactory productivity rates due to improvements in the areas of nutrition, health, facilities, equipment, management and also advances in genetic improvement. Genetics companies have maintained their commitment to producing hyperprolific sows to increase the number of animals produced each year, but achieving optimal litter birth weight uniformity is still a challenge in production systems. In this sense, this review was aimed at addressing the main causes of low viability in piglets in pig farming. One of the causes is not meeting the nutritional requirement of pregnant hyperprolific sows leading to the occurrence of intrauterine growth retarded. In addition, other aspects may affect piglet low viability being of sow parturition order, birth weight and birth order. Obtaining large and good quality litters at birth and weaning, implies meeting the sow nutritional requirements especially during pregnancy.The piglet low viability stems from failures with sows during the gestational period, in other words, the good piglet production should be accompanied by the proper nutrition of sows throughout the reproductive cycle.
Keywords: Leitegada
Matrizes suínas hiperprolíficas
Peso ao nascimento
metadata.dc.subject.cnpq: CIENCIAS AGRARIAS::ZOOTECNIA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Instituto Federal Goiano
metadata.dc.publisher.initials: IF Goiano
metadata.dc.publisher.department: Campus Ceres
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
URI: https://repositorio.ifgoiano.edu.br/handle/prefix/3233
Issue Date: 1-Dec-2022
Appears in Collections:Bacharelado em Zootecnia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Tcc_Niele Maria da RochaTcc_Niele Maria_ da Rocha_ Causas de baixa viabilidade em leitões na suinocultura.pdf857,31 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.