Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ifgoiano.edu.br/handle/prefix/2922
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisor1Louzada, Natália do Carmo-
dc.contributor.advisor1Latteshttps://lattes.cnpq.br/pt_BR
dc.creatorPassos, Clarice Linhares-
dc.creator.Latteshttps://lattes.cnpq.br/pt_BR
dc.date.accessioned2022-11-08T14:52:09Z-
dc.date.available2022-10-25-
dc.date.available2022-11-08T14:52:09Z-
dc.date.issued2021-08-24-
dc.identifier.urihttps://repositorio.ifgoiano.edu.br/handle/prefix/2922-
dc.description.abstractThis article will address the evolution of feminism and anarchism in Brazil, and will detail anarchic feminism, as well as the experiences of anarchofeminist women, in particular, the trajectory of Maria Lacerda de Moura, the main representative of this movement in our country. called feminist nor intended to be a separate group within the anarchist movement, but thought - independently - about the uniqueness of being a woman and her struggles. Undoubtedly, this perception has given the movement new visions and important contributions to this day, whether for the libertarian struggles or for the feminist movement. However, this importance has not been rescued in its complexity and grandeur by historiography. To think about its erasure is to retell this story and, above all, to rescue fundamental memories and give voice to women suppressed from the pages of official history.pt_BR
dc.description.resumoO presente artigo abordará a evolução do feminismo e anarquismo no Brasil, e detalhará o feminismo anárquico, bem como as experiências das mulheres anarcofeministas, em especial, a trajetória de Maria Lacerda de Moura, a principal representante deste movimento em nosso País. Ela não se denominava feminista nem pretendia formar um grupo a parte dentro do movimento anarquista, mas pensava – de forma independente - sobre a singularidade de ser mulher e de suas lutas. Sem dúvida alguma, essa percepção imprimiu ao movimento novas visões e importantes contribuições até nossos dias, sejam para as lutas libertárias, seja para o movimento feminista. Todavia, essa importância não foi resgatada em sua complexidade e grandeza pela historiografia. Pensar em seu apagamento é recontar essa história e, acima de tudo, resgatar memórias fundamentais e dar voz a mulheres suprimidas das páginas da história oficial.pt_BR
dc.description.provenanceSubmitted by Clarice Passos Linhares Souza (2019203302360383@ifgoiano.edu.br) on 2022-10-25T14:18:17Z No. of bitstreams: 1 FEMINISMO ANÁRQUICO NO BRASIL_versão revisada final.1docx (2).pdf: 231030 bytes, checksum: 434d6327f5a886e13d0972432cb40c89 (MD5)en
dc.description.provenanceRejected by Johnathan Diniz (johnathan.diniz@ifgoiano.edu.br), reason: Prezada CLARICE, Informamos que sua submissão foi rejeitada para ajustes pelo seguinte motivo:   O Termo de Ciência e Autorização Eletrônico (TCAE) e a ata de defesa não foram anexados à submissão. Tais documentos são elementos obrigatórios e devem constar nos trabalhos acadêmicos submetidos no Repositório. Caso não estejam devidamente inseridos nas submissões realizadas, rejeitamos o arquivo para a realização de ajustes e adequação do(s) autor(es). Para sanar dúvidas, sugerimos a leitura do tutorial “Como submeter o trabalho no RIIF Goiano”, clicando aqui:  O TCAE está disponível na plataforma na aba "Termo de Autorização", podendo ser encontrado no seguinte link: https://repositorio.ifgoiano.edu.br/arquivos/termo_de_autorizacao.pdf  O(s) autor(es) deve revisar a versão final do trabalho acadêmico e gerar arquivo em formato PDF dessa versão, com as devidas comprovações solicitadas de aprovação contendo,o TCAE, a Ata de defesa e o artigo científico. Pode ser enviados em arquivos em separado, mas estes documentos precisam estar obrigatoriamente na submissão enviada Assim que o TCAE e a Ata de defesa estiverem assinados e anexados, nos reenvie pela plataforma. Informamos que sua submissão não foi cancelada, você deverá entrar novamente na plataforma e seguir os procedimentos solicitados. Recomendamos que, caso não seja possível coletar assinatura do(a) Professor(a) orientador(a) no mesmo documento, você pode editar em imagem e anexar ao TCAE, ou então solicitar ao docente que abra no Sistema SUAP o documento Intitulado Termo de Ciência e Autorização Eletrônico (TCAE), na opção "Termos" e coletar assinaturas eletrônicas.  Você também pode tirar dúvidas, assistindo a este tutorial, clicando aqui. Aguardamos a devolução do mesmo com as alterações solicitadas. Estamos à disposição. Atenciosamente,    on 2022-10-25T18:11:28Z (GMT)en
dc.description.provenanceSubmitted by Clarice Passos Linhares Souza (2019203302360383@ifgoiano.edu.br) on 2022-11-07T01:01:29Z No. of bitstreams: 1 repositório.pdf: 589592 bytes, checksum: d6a638b8fbed33d25092fba1ec901059 (MD5)en
dc.description.provenanceApproved for entry into archive by Itala Moreira Alves (itala.moreira@ifgoiano.edu.br) on 2022-11-08T14:51:57Z (GMT) No. of bitstreams: 1 repositório.pdf: 589592 bytes, checksum: d6a638b8fbed33d25092fba1ec901059 (MD5)en
dc.description.provenanceMade available in DSpace on 2022-11-08T14:52:09Z (GMT). No. of bitstreams: 1 repositório.pdf: 589592 bytes, checksum: d6a638b8fbed33d25092fba1ec901059 (MD5) Previous issue date: 2021-08-24en
dc.languageporpt_BR
dc.publisherInstituto Federal Goianopt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.departmentCampus Cerespt_BR
dc.publisher.initialsIF Goianopt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectFeminismopt_BR
dc.subject.cnpqCIENCIAS HUMANAS::EDUCACAOpt_BR
dc.titleFEMINISO ANÁRQUICO NO BRASILpt_BR
dc.typeTrabalho de Conclusão de Cursopt_BR
Appears in Collections:Especialização em Formação de Professores e Práticas Educativas

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
mon_especialização_Clarice Souza575,77 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.