Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ifgoiano.edu.br/handle/prefix/213
metadata.dc.type: Dissertação
Title: Estrutura e Diversidade de Florestas Estacionais em Áreas de Domínio do Cerrado
Other Titles: Structure and Diversity of Seasonal Forests in Domain Areas of the Cerrado
metadata.dc.creator: Pio, Alessandro Dias
metadata.dc.contributor.advisor1: Vale, Vagner Santiago do
metadata.dc.contributor.referee1: Vale, Vagner Santiago do
metadata.dc.contributor.referee2: Castro, André Luis da Silva
metadata.dc.contributor.referee3: Prado Júnior, Jamir Afonso do
metadata.dc.description.resumo: As Florestas Estacionais (FE) ocorrentes no Cerrado são caracterizadas pela presença de espécies arbóreas com diferentes níveis de caducifólia nos períodos de estação seca e variam na composição florística dependendo da sua localização geográfica. O presente trabalho tem como objetivo assumir que os padrões florístico-estruturais destas florestas podem ser marcantes, devido às condições ambientais impostas nos ambientes e proximidade com bacias hidrográficas distintas. Foram utilizados levantamentos fitossociológicos realizados em áreas de parcelas fixas em 17 fragmentos de Floresta Estacional (FE) no Cerrado. Para cada sítio de amostragem foi inventariada uma área de 1000 m² (1ha) de FE, onde aferiu-se todos os indivíduos arbóreos a circunferência a altura do peito (CAP) de 1,30cm, e altura total. O limite de inclusão para os indivíduos medidos foi de CAP ≥ 15cm. A avaliação foi feita por meio de uma ordenação por Análise de Componente Principal – ACP incluindo variáveis abióticas e estruturais de cada floresta. Para análise de similaridade foram utilizados dados florísticos em uma matriz de presença-ausência utilizando os dados de ocorrência das espécies identificadas em cada localidade. Para determinar as semelhanças utilizou-se os coeficientes de similaridade de Sorensen e Bray-Curtis e o método de agrupamento das médias não ponderadas (UPGMA). Para explorar padrões de abundância foi feita a Análise de Correspondência Destendenciada (DCA). Os padrões florísticos-estruturais apontaram a presença de dois grupos florísticos distintos, um menor grupo formando diferentes áreas das bacias hidrográficas do Rio Araguaia e Rio Paraguai, e outro grande grupo formado por áreas da bacia do Paraná, e outras desta mesma bacia, porém mais dissimilares do que as demais. A formação de grupos florísticos reflete que as comunidades analisadas possuem diversas espécies generalistas, pouco exigentes e que se adaptam bem a novas condições, com ocorrência para áreas de florestas estacionais no Cerrado e Mata Atlântica, formando duas províncias distintas situadas, sobretudo, na bacia do Araguaia e Paraná.
Abstract: Seasonal Forests (FE) occurring in the Cerrado, are characterized by the presence of tree species with different deciduous levels on dry seasons and vary in floristic composition depending on their geographic location. The present work has as premise that the floristicstructural patterns of these forests can be remarkable, due to the environmental conditions imposed by the environments and proximity to different watersheds. We used sample data of 17 fragments of Seasonal Forest (FE) in the Cerrado. For each sampling site to be inventoried an area of 1000 m² (1ha) of FE, where the circunference of all the trees were measured at 1.30cm. Only trees with circunference ≥ 15cm were included. An Principal Component Analysis - PCA, including abiotic and structural variables of each forest were made. For similarity analysis we used the floristic data in an absence-presence matrix of species and a number of trees of each species data. To determine floristic patters we use the Sorensen and Bray-Curtis similarity and made a cluster with the Unweighted Average Grouping Method (UPGMA). To explore the patterns of abundance performed in the Detrended Correspondence Analysis (DCA). The floristic-structural patterns indicated the presence of two distinct floristic groups, a smaller group formed different areas of the Araguaia and Paraguay River watersheds, and another large group formed by areas of the Paraná basin, and other others, even basin, more dissimilar than too much. The formation of floristic groups reflects that, as analyzed communities, there are several generalist species that are not very demanding and that adapt to new conditions, occurring in non-Cerrado and Atlantic Forest seasonal forest areas, forming two diverse tests located mainly in the Araguaia basin and Paraná.
Keywords: Fitossociologia
Variáveis ambientais
Florestas Sazonais
metadata.dc.subject.cnpq: CIENCIAS AGRARIAS
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Instituto Federal Goiano
metadata.dc.publisher.initials: IF Goiano
metadata.dc.publisher.department: Campus Urutaí
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Conservação de Recursos Naturais do Cerrado
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
URI: https://repositorio.ifgoiano.edu.br/handle/prefix/213
Issue Date: 27-Feb-2018
Appears in Collections:Mestrado Profissional em Conservação dos Recursos Naturais do Cerrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2018-07-18-11-38-13Dissertação _ALESSANDRO_DIAS_PIO_.pdfDissertacao Alessandro5,39 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.