Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ifgoiano.edu.br/handle/prefix/2033
metadata.dc.type: Trabalho de Conclusão de Curso
Title: UTILIZAÇÃO DE DIFERENTES TIPOS DE ADSORVENTES NA REMOÇÃO DE ÍONS METÁLICOS EM EFLUENTES: UMA REVISÃO
Other Titles: Use of different types of adsorbents to remove metal ions in effluents: a review
metadata.dc.creator: Pereira, Karen Beatriz
metadata.dc.contributor.advisor1: Santos, Jozemir Miranda dos
metadata.dc.description.resumo: As atividades antropogênicas têm aumentado a quantidade de poluentes e consequentemente sua concentração no meio ambiente através do lançamento de efluentes industriais e municipais, extração de minérios, enxurradas urbanas e agrícolas, sedimentos finos provenientes da erosão de mananciais, entre outros. Geralmente, essas fontes contaminadoras despejam seus efluentes nos corpos de água. Para que a contaminação dos recursos hídricos seja reduzida é necessário o tratamento destes efluentes, sendo os resíduos industriais uma das fontes mais poluidoras. Entre os processos de descontaminação a adsorção é a alternativa mais viável, na qual, faz-se uso de adsorventes na remoção de íons metálicos ou moléculas. Os adsorventes podem ser originados de compostos orgânicos, inorgânicos ou podem ser sintetizados. Através de equações matemáticas, como as isotermas, é possível determinar a eficácia do processo realizado. Este trabalho consistiu na realização de um levantamento de estudos científicos sobre materiais adsorventes utilizados no processo de adsorção. Foram selecionados 50 trabalhos, onde 31 correspondem a artigos (15 língua estrangeira e 16 nacional), 14 dissertações e 5 teses, retirados de bases de dados como o Portal Capes, Portal Scielo, e Repositórios de dissertações e teses. Verificou-se que os biossorventes provenientes de resíduos agroindustriais, assim como os de microrganismos vivos ou mortos têm apresentado propriedades altamente absortivas. Os íons metálicos comumente explorados foram o Cu(II), correspondendo a 56%, Cd(II) e Pb(II), ambos 42% e Zn(II) 36%. Observa-se que as isotermas mais utilizadas nos estudos analisados são as de Langmuir e Freundlich, que em maioria seguem o modelo de Langmuir, se ajustando bem á analise de todos os íons metálicos descritos nestes trabalhos. Em relação aos modelos cinéticos aplicados, verifica-se que o equilíbrio de adsorção segue o modelo cinético de pseudo segunda-ordem. Os estudos em destaque são os que utilizam as algas como biossorvente, além de ser uma opção promissora pela alta capacidade de adsorção, superior a 90%, também apresenta-se viável economicamente, pois, geralmente são coletadas em zonas litorâneas dos oceanos mundiais por se proliferam de forma ubíqua e abundante, e em outros casos são cedidas pelas indústrias de biodiesel, no qual, os resíduos gerados são reaproveitados.
Abstract: Anthropogenic activities have increased the amount of pollutants and consequently their concentration in the environment through the discharge of industrial and municipal effluents, mining, urban and agricultural runoff, fine sediments from the erosion of springs, among others. Generally, these contaminating sources discharge their effluents into water bodies. To reduce the contamination of water resources it is necessary to treat these effluents, and industrial waste is one of the most polluting sources. Among the decontamination processes, adsorption is the most viable alternative, in which adsorbents are used to remove metallic ions or molecules. The adsorbents can originate from organic or inorganic compounds or can be synthesized. Through mathematical equations, such as isotherms, it is possible to determine the efficiency of the process carried out. This work consisted of a survey of scientific studies on adsorbent materials used in the adsorption process. It was selected 50 works, where 31 correspond to articles (15 foreign language and 16 national), 14 dissertations and 5 theses, taken from databases such as Portal Capes, Scielo Portal, and Repositories of dissertations and theses. It was found that biosorbents from agroindustrial waste, as well as from living or dead microorganisms have shown highly absorptive properties. The metal ions commonly exploited were Cu(II), corresponding to 56%, Cd(II) and Pb(II), both 42% and Zn(II) 36%. It is observed that the most used isotherms in the analyzed studies are Langmuir and Freundlich, which mostly follow the Langmuir model, fitting well to the analysis of all metallic ions described in these studies. In relation to the kinetic models applied, it was found that the adsorption equilibrium follows the pseudo-second order kinetic model. The studies in highlight are those that use algae as a biosorbent, besides being a promising option for the high capacity of adsorption, greater than 90%, it is also economically viable, because they are usually collected in coastal areas of the world's oceans because they proliferate ubiquitously and abundantly, and in other cases are given by biodiesel industries, in which the waste generated is reused.
Keywords: Adsorção
Biossorventes
Isotermas
Metais Pesados
metadata.dc.subject.cnpq: CIENCIAS EXATAS E DA TERRA::QUIMICA::QUIMICA ANALITICA::ANALISE DE TRACOS E QUIMICA AMBIENTAL
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Instituto Federal Goiano
metadata.dc.publisher.initials: IF Goiano
metadata.dc.publisher.department: Campus Ceres
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
URI: https://repositorio.ifgoiano.edu.br/handle/prefix/2033
Issue Date: 11-Aug-2021
Appears in Collections:Licenciatura em Química

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
tcc_Karen Beatriz.pdf1,2 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.