Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ifgoiano.edu.br/handle/prefix/1610
metadata.dc.type: Dissertação
Title: FORMAÇÃO DOCENTE E AS RELAÇÕES ÉTNICO-RACIAIS: A LITERATURA COMO INSTRUMENTO DE IMPLEMENTAÇÃO DA LEI N° 10.639/03 NAS ESCOLAS PÚBLICAS ESTADUAIS NA CIDADE DE PIRES DO RIO-GO
Other Titles: TEACHING TRAINING AND ETHNIC-RACIAL RELATIONS: THE LITERATURE AS INSTRUMENT FOR THE IMPLEMENTATION OF LAW N ° 10.639 / 03 IN STATE PUBLIC SCHOOLS IN THE CITY OF PIRES DO RIO-GO
FORMACIÓN DOCENTE Y RELACIONES ÉTNICO-RACIALES: LA LITERATURA COMO INSTRUMENTO PARA LA APLICACIÓN DE LA LEY N ° 10.639 / 03 EN LAS ESCUELAS PÚBLICAS ESTATALES DE LA CIUDAD DE PIRES DO RIO-GO
metadata.dc.creator: Rodrigues, Leandra Aparecida Mendes dos Santos
metadata.dc.contributor.advisor1: Barbosa, Mayara Lustosa de Oliveira
metadata.dc.contributor.advisor-co1: Ribeiro, Cristiane Maria
metadata.dc.contributor.referee1: Silva, Cleber Cezar da
metadata.dc.contributor.referee2: Gomes, Ana Beatriz Sousa
metadata.dc.description.resumo: Uma realidade de preconceito e discriminação ainda permeia o ambiente escolar. Problemas como a ausência de uma formação adequada para os professores e a falta de material didático que contemplem a Educação para as Relações Étnico-Raciais (ERER) contribuem para a manutenção dessa realidade. Assim, é necessário que sejam desenvolvidas propostas para que a escola possa assumir seu papel formador, buscando não somente a construção de saberes, mas também a promoção da cultura e do respeito às diferenças, para ser refletido na sociedade. O objetivo desta pesquisa foi contribuir com a implementação da Lei n° 10.639/03 na Segunda Fase do Ensino Fundamental das escolas públicas estaduais da cidade de Pires do Rio/GO, por meio do desenvolvimento de um curso de formação continuada para docentes de Língua Portuguesa (LP)/ Literatura. Para tanto, investigou-se como estes professores têm implementado a Lei n° 10.639/03 em práticas pedagógicas que envolvem a utilização da literatura afro-brasileira. No desenvolvimento metodológico da pesquisa, fez-se uma análise bibliográfica, documental e uma pesquisa de campo. Todas as informações foram coletadas e analisadas no aspecto quali-quantitativo, a fim de que se tivesse um diagnóstico real de como a Lei n° 10.639/03 tem sido implementada nas escolas definidas como campo dessa pesquisa. Os resultados do produto educacional foram avaliados por meio de questionários de avaliação pré-teste e pós-teste. Os resultados da revisão de literatura mostraram a necessidade de investimento tanto na formação inicial, quanto continuada de professores. Os questionários investigativos corroboraram com este resultado, pois apontaram que 70% das professoras pesquisadas não participam de formação continuada e 100% nunca participaram de formação para o desenvolvimento da ERER. A análise das legislações e documentos educacionais apresentaram que há suporte normativo para a ERER, mas há uma distância existente entre a legislação educacional e a sua implementação. Os documentos institucionais apresentaram uma perspectiva folclórica de se trabalhar a história e cultura afro-brasileira e poucas práticas pedagógicas na disciplina de LP/ Literatura para a implementação da Lei. Após estas etapas, o produto foi estruturado em uma plataforma online, permanecendo disponível para que outros docentes possam realizar o curso de formação. O curso foi aplicado aos docentes da cidade, tendo tido boa aceitação e avaliação por parte de todos. Os resultados dos questionários aplicados às professoras, após o curso de formação oferecido, demonstraram maior conhecimento e crescimento de aprendizado sobre a Lei e sua aplicação na escola. As professoras mostraram interesse nos conteúdos e na replicação das Sequências Didáticas disponibilizadas e aumentaram o nível de confiança para trabalhar as determinações da Lei. Os resultados do produto educacional foram satisfatórios para a pesquisa, pois proporcionou oportunidade de instigar as professoras a aplicarem as atividades sugeridas e elaborarem novas atividades na perspectiva da Lei.
Abstract: A reality of prejudice and discrimination still permeates the school environment. Problems such as the absence of adequate training for teachers and the lack of didactic material that includes Education for Ethnic-Racial Relations (ERER) contribute to the maintenance of this reality. Thus, it is necessary to develop proposals so that the school can assume its training role, seeking not only the construction of knowledge, but also the promotion of culture and respect for differences, to be reflected in society. The objective of this research was to contribute to the implementation of Law 10.639/03 in the Second Phase of Elementary School in the state public schools of the city of Pires do Rio/GO, through the development of a continuing education course for Portuguese Language/Literature teachers. To this end, we investigated how these teachers have implemented Law 10.639/03 in pedagogical practices that involve the use of Afro-Brazilian literature. In the methodological development of the research, a bibliographic and documental analysis and a field research were carried out. All the information was collected and analyzed qualitatively and quantitatively, in order to have a real diagnosis of how Law 10.639/03 has been implemented in the schools defined as the field of this research. The results of the educational product were evaluated by means of pre-test and post-test evaluation questionnaires. The results of the literature review showed the need for investment in both initial and continuing teacher training. The investigative questionnaires corroborated this result, as they pointed out that 70% of the teachers surveyed do not participate in continuing education, and 100% have never participated in training for the development of ERER. The analysis of the legislation and educational documents showed that there is normative support for REER, but there is a gap between the educational legislation and its implementation. The institutional documents presented a folkloric perspective of working with Afro-Brazilian history and culture and few pedagogical practices in the subject of Literature for the implementation of the Law. After these steps, the product was structured in an online platform, remaining available for other teachers to take the training course. The course was applied to the city's teachers, and was well accepted and evaluated by all. The results of the questionnaires applied to the teachers, after the training course offered, showed a greater knowledge and learning growth about the Law and its application at school. The teachers showed interest in the contents and in the replication of the Teaching Sequences made available, and increased their confidence level to work with the Law's determinations. The results of the educational product were satisfactory for the research, as it provided an opportunity to instigate the teachers to apply the suggested activities and develop new activities from the perspective of the Law.
Una realidad de prejuicios y discriminación sigue impregnando el entorno escolar. Problemas como la ausencia de una formación adecuada para los profesores y la falta de materiales didácticos que aborden la Educación para las Relaciones Étnico-Raciales (ERER) contribuyen a mantener esta realidad. Así, es necesario que se desarrollen propuestas para que la escuela asuma su papel formador, buscando no sólo la construcción del conocimiento, sino también la promoción de la cultura y el respeto a las diferencias, para que se refleje en la sociedad. El objetivo de esta investigación fue contribuir a la implementación de la Ley nº 10.639/03 en la Segunda Fase de la Educación Primaria en las escuelas públicas estatales de la ciudad de Pires do Rio/GO, a través del desarrollo de un curso de formación continua para profesores de Lengua Portuguesa (LP) / Literatura. Para ello, investigamos cómo estos profesores han aplicado la Ley 10.639/03 en las prácticas pedagógicas que implican el uso de la literatura afrobrasileña. En el desarrollo metodológico de la investigación se realizó un análisis bibliográfico y documental y una investigación de campo. Toda la información fue recolectada y analizada en aspectos cualitativos y cuantitativos, para tener un diagnóstico real de cómo se ha implementado la Ley 10.639/03 en las escuelas definidas como campo de esta investigación. Los resultados del producto educativo se evaluaron mediante cuestionarios de evaluación previa y posterior. Los resultados de la revisión bibliográfica mostraron la necesidad de invertir en la formación inicial y continua de los profesores. Los cuestionarios de investigación corroboraron este resultado, ya que señalaron que el 70% de los profesores encuestados no participan en la formación continua y el 100% nunca ha participado en la formación para el desarrollo de la ERER. El análisis de la legislación y de los documentos educativos mostró que existe un apoyo normativo a la REER, pero hay un desfase entre la legislación educativa y su aplicación. Los documentos institucionales presentaron una perspectiva folclórica de trabajo de la historia y la cultura afrobrasileña y pocas prácticas pedagógicas en la disciplina de LP/Literatura para la aplicación de la Ley. Tras estos pasos, el producto se estructuró en una plataforma online, quedando disponible para que otros profesores puedan realizar el curso de formación. El curso se aplicó a los profesores de la ciudad, y fue bien aceptado y evaluado por todos. Los resultados de los cuestionarios aplicados a los profesores después del curso de formación mostraron un mayor conocimiento y crecimiento del aprendizaje sobre la Ley y su aplicación en la escuela. Los profesores mostraron interés en el contenido y en la réplica de las Secuencias Didácticas proporcionadas, y aumentaron su confianza para trabajar con las determinaciones de la Ley. Los resultados del producto educativo fueron satisfactorios para la investigación, ya que brindó la oportunidad de animar a los profesores a aplicar las actividades sugeridas y a desarrollar nuevas actividades desde la perspectiva de la Ley. Traducción realizada con la versión gratuita del traductor www.DeepL.com/Translator
Keywords: Lei n° 10.639/03
Formação de professores
Literatura
metadata.dc.subject.cnpq: CIENCIAS HUMANAS::EDUCACAO::ENSINO-APRENDIZAGEM
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Instituto Federal Goiano
metadata.dc.publisher.initials: IF Goiano
metadata.dc.publisher.department: Campus Urutaí
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Ensino para a Educação Básica
Citation: ALVES, M. M. Lei 10.639/03, formação docente e NEABs: a democratização do currículo como um desafio para a educação brasileira. Cadernos do Aplicação, v. 30, p. 33-47, 2017. ALENCAR, J. Obra completa. Rio de Janeiro: Aguilar, 1958. ALVES, A. C. Obra completa. Rio de Janeiro: Aguilar, 1960. ALMEIDA, N. F. P.; AMÂNCIO, M. H.; SANTOS, S. P.; SALES, L. V. Formação docente e a temática étnico-racial na Revista Brasileira de Educação da ANPEd (1995-2015). Revista Brasileira de Educação, Rio de Janeiro, v. 23 p. 1-24, 2018. AMÉRICO, M. C.; LUIZ, V. Formação de professores em uma perspectiva multirracial: a Lei n. 10.639 e as contribuições para a consolidação de uma autoimagem negra positiva. Revista identidade!, São Leopoldo, v. 15, n. 2, p.88-98, jul./dez. 2010. ANDRADE, E. D. O indígena como usuário da lei: um estudo etnográfico de como o movimento da literatura indígena entende e usa a lei nº 11.645/2008. Cadernos Cedes, Campinas, v. 39, n. 109, p. 321-356, set./dez., 2019. ÂNGELO, F. N. P. Os dez anos da lei nº 11.645/2008: avanços e desafios. Cadernos Cedes, Campinas, v. 39 n. 109, p. 357-378, set./dez., 2019. AZEVEDO, A. O cortiço. Rio de Janeiro: Ática, 1974. BARBOSA, L. M. A. O personagem negro na literatura brasileira: uma abordagem crítica. In: ABRAMOWICZ, A.; BARBOSA, L. M. A.; SILVÉRIO, V. R. (orgs.). Educação como prática da diferença.. Campinas, SP: Armazém do Ipê (Autores associados), 2006. BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil de 1988. Brasília, DF: Presidência da República, 1988. Disponível em <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/constituicao/constituicao.htm>. Acesso: 12 de mar. 2020. ______. Constituição da República Federativa do Brasil de 1824. Brasília, DF: Presidência da República, 1824. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Constituicao/Constituicao24.htm. Acesso: 12 de mar. 2020. ______. CNE/CEB. Resolução nº 4, de 13 de julho de 2010. Diretrizes Curriculares Nacionais Gerais para a Educação Básica. Brasília: MEC, 2010. ______. CNE/CEB. Resolução nº 7, de 14 de dezembro de 2010, as Diretrizes Curriculares Nacionais para o Ensino Fundamental de nove anos. Brasília: MEC, 2010. ______. CNE/CEB. Parecer do Conselho Nacional de Educação (CNE) nº 15/2010. Brasília: MEC, 2010. ______. CNE/CEB. Resolução nº 1, de 17 de junho de 2004. Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação das Relações Étnico-Raciais e para o Ensino de História e Cultura Afro-Brasileira e Africana. Brasília: MEC, 2004b. ______. CNE/CP. Resolução nº 2, de 1º de julho de 2015. Diretrizes Curriculares Nacionais para a formação inicial em nível superior. Brasília: MEC, 2015. ______. CNE/CP 3/2004. Diretrizes curriculares nacionais para a educação das relações étnico-raciais e para o ensino de história e cultura afro-brasileira e africana. Brasília, 2004a. ______. Decreto n° 7.031-A, de 6 de setembro de 1878. Disponível em <https://www2.camara.leg.br/legin/fed/decret/1824-1899/decreto-7031-a-6-setembro-1878-548011-publicacaooriginal-62957-pe.html> Acesso: 12 de mar. 2020. ______. Decreto n° 1.331-A, de 17 de fevereiro de 1854. Disponível em < https://www2.camara.leg.br/legin/fed/decret/1824-1899/decreto-1331-a-17-fevereiro-1854-590146-publicacaooriginal-115292-pe.html> Acesso: 12 de mar. 2020. ______. Ementa do Projeto de Lei n° 259/1999. Disponível em <https://www.lexml.gov.br/urn/urn:lex:br:senado.federal:projeto.lei;plc:2002;17> Acesso: 16 de mar. 2020. ______. Lei nº 12.288, de 20 de julho de 2010. Estatuto da Igualdade Racial. Brasília: MEC, 2010. ______. Lei nº 11.645, de 10 março de 2008. Brasília: MEC, 2008. ______. Lei nº 10.639/03, de 09 de janeiro de 2003. Brasília: MEC, 2003. ______. Lei nº 10.172, de 09 de janeiro de 2001. Plano Nacional de Educação (PNE). Diário Oficial da União, Brasília, DF, 10 jan. 2001. ______. Lei nº 9.394/96, de 20 de dezembro de 1996. Brasília: MEC, 1996. ______. Lei Federal n° 8.069, de 13 de julho de 1990. ECA. Estatuto da Criança e do Adolescente. Brasília, 1990. ______. Orientações e Ações para a Educação das Relações Étnico-Raciais. Brasília: SECAD, 2006. ______. Parâmetros Curriculares Nacionais: Apresentação dos Temas Transversais: Ética. Rio de Janeiro: DP&A, 2000. ______. Plano Nacional de Implementação das Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação das Relações Étnico-Raciais e para o Ensino de História e Cultura Afro-Brasileira e Africana. Brasília: MEC, 2013. ______. Secretaria de Educação (SEE). Currículo em debate: Sequências Didáticas – Convite à reflexão e à ação – Língua Portuguesa - Caderno 6 (Versão Preliminar). Goiânia: SEE-GO, 2009. ______. História da Educação do negro e outras histórias. ROMÃO, J. (Org.). Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade. – Brasília: Ministério da Educação, Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade. 2005. CAMARGO, M. J. R. e BENITE, A. M. C. Educação para as relações étnico-raciais na formação de professores de química: sobre a Lei 10.639/2003 no ensino superior. Química Nova, São Paulo, v. 42, n. 6, p. 691-701, 2019. CANDIDO, A. Iniciação à literatura brasileira. 4ª ed., Rio de Janeiro: Ouro Sobre Azul, 2004. ______. O Direito à Literatura. Vários Escritos, 1988. Disponível em: https://edisciplinas.usp.br/pluginfile.php/3327587/mod_resource/content/1/Candido%20O%20Direito%20%C3%A0%20Literatura.pdf. Acesso: 24 mar. 2020. CANEN, A.; XAVIER, G. P. M. Formação continuada de professores para a diversidade cultural: ênfases, silêncios e perspectivas. Revista Brasileira de Educação, Rio de Janeiro, v. 16, n. 48, set./dez. 2011. CANEN, A. Universos culturais e representações docentes: subsídios para a formação de professores para a diversidade cultural. Educação & Sociedade, ano XXII, n. 77, p. 207-227, dez., 2001. CARDOSO, P. J. F; CARVALHO, S. B. C.; RASCKE, K. L.; SANTOS, C. S.; SILVA, C. M. Formação continuada em educação das relações étnico-raciais: o(a) professor(a) tutor(a) na construção do conhecimento. Revista Ibero-Americana de Estudos em Educação, v. 11, n. 3, p. 1389-1409, 2016. CARVALHO, M. P. Estado da arte sobre Educação e Relações Étnico-Raciais (2003-2014): história da educação de crianças e jovens negros (as). História da Educação, Santa Maria, v. 24, p. 1-32, dez., 2020. CARTH, J. L. A Base Nacional Comum Curricular e a aplicação da política de Educação para Educação das Relações Étnico-Raciais (afro-brasileira, quilombola, cigana). Brasília, 2019. Disponível em: <http://etnicoracial.mec.gov.br/images/pdf/artigos/A-BNCC2018-e-aERER.pdf>. Acesso: 13 de mar. 2020. CASTRILLON, M. L. F.; AZEVEDO, L.F. Literatura africana infanto-juvenil na escola básica. Crítica Educativa, Sorocaba, v. 4, n. 2, p. 190-202, jul./dez, 2018. CASTRO, F. G. et al. A Methodology for conducting integrative mixed methods research and data analyses. Journal of Mixed Methods Research, v. 4, n. 4, p. 342-360, 2010. CASTILHO, S. D. A Representação do Negro na literatura Brasileira. Novas Perspectivas, v.7, n. 1, p. 103-113, 2004. CAVALLEIRO, E.; MARQUES, A. Políticas públicas, desigualdades raciais e de gênero: repensando valores, princípios e práticas. Fazendo Gênero 8-Corpo, Violência e Poder. Florianópolis, p. 1-7, 2008. CAVALLEIRO, E. Educação anti-racista: compromisso indispensável para um mundo melhor. In: CAVALLEIRO, E. (Org.) Racismo e anti-racismo na educação: Repensando nossa escola. São Paulo: Selo Negro Edições, 2001. ______. Introdução. In: Educação anti-racista: caminhos abertos pela Lei Federal nº 10.639/03 / Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade. Brasília: Ministério da Educação, Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade, 2005. CEDRAZ, A. C. C. Educação escolar quilombola: um olhar sobre as práticas educativas da escola Maria Rita Marcelina da Silva, na comunidade quilombola do Maracujá, Conceição do Coité-Bahia. In: XIX Encontro de História da Anpuh-Rio, Rio de Janeiro, p. 1-10, 2020. COELHO, M. C.; COELHO, W. N. B. As licenciaturas em história e a lei 10.639/03 – percursos de formação para o trato com a diferença? Educação em Revista, Belo Horizonte, v. 34, p. 1-39, 2018. COELHO, W. N. B. Formação de professores e relações étnico-raciais (2003-2014): produção em teses, dissertações e artigos. Educar em Revista, Curitiba, v. 34, n. 69, p. 97-122, maio/jun. 2018. COELHO, W. N. B.; SOARES, N. J. B. Formação Continuada de Professores: as Ações da Universidade e a Lei n. 10.639/2003. Cadernos de Pesquisa: Pensamento Educacional, Curitiba, v. 12, n. 31, p. 141-158, jan./abr. 2017. CONCEIÇÃO, A. G. O racismo no Brasil, o Movimento Negro e a Lei 10.639/03. Revista África e Africanidades, Rio de janeiro, ano XII, n. 31, p. 1-19, ago, 2019. COOPER, C. W. Performing Cultural Work in Demographically Changing Schools: Implications for Expanding Transformative Leadership Frameworks. Educational Administration Quarterly, v. 45 n. 5, p. 694-724, 2009. COSTA, C. S.; CUSTÓDIO, E. S. A Lei n° 10.639/2003 no âmbito escolar: os avanços e entraves do Núcleo Estadual de Educação Étnico Racial no Amapá. Identidade! v. 20, n. 1, p. 64-77, 2015. COSTA, C. S. Lei n° 10.639/2003: dez anos de implementação do currículo de educação das relações étnico-raciais. Momento, v. 22, n. 1, p. 17-34, jan./jun. 2013. COSTA, R. T. Jovens negras e a escolarização na EJA. In: RIBEIRO, C. M.; PEREIRA, M. C. Educação e relações étnico-raciais: diálogos, silêncios e ações. 2ª ed. Goiânia: Editora UFG, 2018, p. 171-188, 2018. CRESWELL, J. W. Projeto de pesquisa: métodos qualitativo, quantitativo e misto. Porto Alegre: Artmed, 2007. CUTI, L. S. Literatura negro-brasileira. São Paulo: Selo Negro, 2010. DEBUS, E. S. D.; VASQUES, M. C. A linguagem literária e a pluralidade cultural: contribuições para uma reflexão étnico-racial na escola. Conjectura, v. 14, n. 2, p. 133-144, maio/ago. 2009. DIAS, E. C.; CECATTO, A. Entre teoria e prática: a formação docente e a apropriação da Lei 10.639/2003 no cotidiano escolar. História & Ensino, Londrina, v. 21, n. 2, p. 283-306, jul./dez. 2015. DOLZ, J.; NOVERRAZ, M.; SCHNEUWLY, B. Sequências didáticas para o oral e a escrita: apresentação de um procedimento. In: DOLZ, J.; SCHNEUWLY, B. et al. Gêneros orais e escritos na escola. Campinas, SP: Mercado das Letras, 2004. DOMINGUES, P. Movimento negro brasileiro: alguns apontamentos históricos. Tempo, Niterói, v. 12, n. 23, p. 100-122, 2007. DUARTE, E. A. Por um Conceito de Literatura Afro-Brasileira. Terceira Margem, Rio de Janeiro, n. 23, p. 113-138, jul./dez., 2010. EBERT, C. R. C. O ensino semi-presencial como resposta às crescentes necessidades de educação permanente. Educar, Curitiba, n. 21, p. 83-98. 2003. EUGENIO, B. G.; SANTANA, F. Relações étnico-raciais e o trabalho com a Lei 10.639/03: análise de uma experiência com formação docente. Ensino & Pesquisa, [S.l.], 2018. Disponível em <http://periodicos.unespar.edu.br/index.php/ensinoepesquisa/article/view/1102. Acesso: 06 de ago. 2019. FELIPE; D. A.; A educação da população negra na formação do estado moderno brasileiro. Revista da ABPN. Minas Gerais, v. 7, n. 17, p. 322-342, jul./out. 2015. FONSECA, J. J. S. Metodologia de pesquisa científica. Fortaleza: UEC, 2002. FONSECA, M. N. S. Literatura negra, Literatura afro-brasileira: Como responder à polêmica?. In: SOUZA, F., LIMA, M. N. (Orgs.). Literatura afro-brasileira. Salvador, Centro de Estudos Afro-Orientais / Brasília, Fundação Cultural Palmares, 2006. FONSECA, M. N.; JOVINO, I.; MACHADO, V.; OLIVEIRA, S. Autores afro-brasileiros contemporâneos. In: SOUZA, F., LIMA, M. N. (Orgs.). Literatura afro-brasileira. Salvador, Centro de Estudos Afro-Orientais / Brasília, Fundação Cultural Palmares, 2006. FONSECA, M. V; ROCHA, L. F. R. O processo de institucionalização da lei nº. 10.639/2003 na rede federal de educação profissional, científica e tecnológica. Educação em revista, Belo Horizonte, v. 35, p. 1-19, 2019. GAGNE, R. M.; WAGER, W. W.; GOLAS, K. KELLER, J. M. Principles of Instructional Design, 5ª ed. Belmont, CA: Thomson/Wadsworth. 2007. GARCIA, A., SILVA, M., ALEXANDRE, I. Desafios e perspectivas na formação de professores e a Lei 10.639/03. Revista Eventos Pedagógicos, v. 3, n. 2, p. 282-290, 2012. Disponível em: < http://sinop.unemat.br/projetos/revista/index.php/eventos/article/download/672/480>. Acesso: 05 ago. 2019. GARCIA, A. A. M.; SILVA, M. P.; ALEXANDRE, I. J. Desafios e perspectivas na formação de professores e a lei 10.639/03. Eventos Pedagógicos, v. 3, n. 2, p. 282 - 290, maio/jul., 2012. GAVA, T. B. S.; NOBRE, I. A. M.; SONDERMANN, D. V. C. O Modelo ADDIE na Construção Colaborativa de Disciplinas a Distância. Informática na educação: teoria & prática. Porto Alegre, v. 17, n. 1, p. 111-124, jan./jun., 2014. GIL, A. C. Como elaborar projetos de pesquisa. 6ª ed. São Paulo: Atlas, 2019. GILLAM, R. Learning to Transgress: Law 10.639 and Teacher-Training Classrooms in São Paulo, Brazil. Transforming Anthropology, v. 24, n. 1, p. 70-79, 2016. GOMES, N. L. O Movimento Negro Educador: saberes construídos nas lutas por emancipação. Petrópolis, RJ: Vozes, 2017. ______. Relações Étnico-Raciais, Educação e Descolonização dos Currículos. Currículo sem Fronteiras, v. 12, n. 1, p. 98-109, jan./abr. 2012. ______. As práticas pedagógicas com as relações étnico raciais nas escolas públicas: desafio e perspectivas. In: GOMES, N. L. (Org.). Práticas pedagógicas de trabalho com relações étnico-raciais na escola na perspectiva da Lei nº 10.639/03. 1ª ed. Brasília: MEC; Unesco, 2012. ______. Diversidade étnico-racial, inclusão e equidade na educação brasileira: desafios, políticas e práticas. RBPAE, Rio Grande do Sul, v. 27, n. 1, p. 109-121, jan./abr. 2011. ______. Educação, identidade negra e formação de professores/as: um olhar sobre o corpo negro e o cabelo crespo. Educação e Pesquisa, São Paulo, v. 29, n. 1, p. 167-182, jan./jun. 2003. GOMES, N. L.; JESUS, R. E. As práticas pedagógicas de trabalho com relações étnico-raciais na escola na perspectiva de Lei 10.639/2003: desafios para a política educacional e indagações para a pesquisa. Educar em Revista, Curitiba, n. 47, p. 19-33, jan./mar. 2013. GONÇALVES, L. A. O; SILVA, P. B. G. Movimento negro e educação. Rev. Bras. Educ. [online] n. 15, p. 134-158, set./dez., 2000. GUIMARÃES, B. A escrava Isaura. 6 ed. São Paulo: Ática, 1976. GUIMARÃES, S. The teaching of Afro-Brazilian and indigenous culture and history in Brazilian basic education in the 21st century. Policy Futures in Education, v. 13, n. 8, p. 939-948, 2015. HENRIQUES, R; CAVALLEIRO, E. Educação e Políticas Públicas Afirmativas: elementos da agenda do Ministério da Educação In: SANTOS, S. A (Org.). Ações Afirmativas e Combate ao Racismo nas Américas. Brasília: Ministério da Educação: UNESCO, 2005. IANNI, O. “Literatura e consciência”. Estudos Afro-asiáticos: publicação do CEAA da Universidade Candido Mendes, Rio de Janeiro, n. 15, p. 208-217, jun. 1988. IBGE. Censo demográfico 2000/2010, 2010. Disponível em: <https://censo2010.ibge.gov.br/resultados.html> Acesso: 30 de mar. 2020. JACCOUD, L. O combate ao racismo e à desigualdade: o desafio das políticas públicas de promoção da igualdade racial capítulo. In: THEODORO, M. (org.), JACCOUD, L.; OSÓRIO, R.; SOARES, S. As políticas públicas e a desigualdade racial no Brasil: 120 anos após a abolição. Brasília: Ipea, 2008. JESUS, R. E.; MIRANDA, S. A. O processo de institucionalização da lei nº 10.639/03. In: GOMES, N. L. (Org.). Práticas pedagógicas de trabalho com relações étnico-raciais na escola na perspectiva da Lei nº 10.639/03, 1ª ed. Brasília: MEC; Unesco, 2012. JOVINO, I. S. Literatura infanto-juvenil com personagens negros no Brasil. In: SOUZA, F., LIMA, M. N. (Orgs.). Literatura afro-brasileira. Salvador, Centro de Estudos Afro-Orientais / Brasília, Fundação Cultural Palmares, 2006. LAJOLO, M. A figura do negro em Monteiro Lobato. Presença Pedagógica, v. 4, n. 23, p. 23-31, 1998. Disponível em: http://www.unicamp.br/iel/monteirolobato/outros/lobatonegros.pdf. Acesso: 27 mar. 2020. LIMA, H. P. Personagens negros: Um breve perfil da literatura infanto-juvenil. In: MUNANGA, K. (Org.). Superando o racismo na escola. 2ª ed. Brasília: Ministério da Educação, Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade, 2005. LIMA, L. A.; SOUSA, R. L. C.; ARAÚJO, G. O. A literatura africana e afro-brasileira: o viés literário e suas possibilidades para um trabalho com a diversidade. Ensino & Multidisciplinaridade, São Luís, v. 2, n. 1, p. 74-83, jan./jun., 2016. LIRIO, C. J. Alegações sobre mídia digital no âmbito da lei federal 10.639/2003, Consciência linguística crítica e formação docente. Muitas Vozes, v. 4, n.1, p. 11-25, 2015. LOBATO, M. Memórias de Emília. São Paulo: Editora Globo, 2007. ______. Negrinha. São Paulo: Brasiliense, 1994. LOBO, L. Crítica sem juízo. 2ª ed. Rio de Janeiro: Garamond, 2007. MACEDO, J. M. A Moreninha. São Paulo: Cultrix, 1968. ______. As últimas-algozes. Quadros da escravidão. 3ª ed. São Paulo: Scipione, 1991. MACHADO, A. Obra completa. Rio de Janeiro: Aguilar, 1959. MARCONI, M. A.; LAKATOS, E. M. Técnicas de pesquisa: planejamento e execução de pesquisas, amostragens e técnicas de pesquisas, elaboração, análise e interpretação de dados. 8ª ed. São Paulo: Atlas, 2008. MARCUSCHI, L. A. Gêneros textuais: definição e funcionalidade. In: DIONÍSIO, A. P.; MACHADO, A. R.; BEZERRA, M. A. (Orgs.). Gêneros textuais e ensino. Rio de Janeiro: Lucerna, 2002. p.19-36. MARTINS, A. A; GOMES, N. L. Literatura infantil/juvenil e diversidade: a produção literária atual. In: PAIVA, A.; MACIEL, F.; COSSON, R. Literatura: ensino fundamental. Brasília: Ministério da Educação, Secretaria de Educação Básica, 2010. 204 p. (Coleção Explorando o Ensino; v. 20). MÜLLER, T. M. P.; COELHO, W. de N. B. A LEI nº. 10.639/03 e a formação de professores: trajetória e perspectivas. Revista da Associação Brasileira de Pesquisadores/as Negros/as (ABPN), [S.l.], v. 5, n. 11, p. 29-54, 2013. MUNANGA, K. Rediscutindo a mestiçagem no Brasil: identidade nacional versus identidade negra. Petrópolis, RJ: Vozes, 1999. ______. (Org). Superando o racismo na escola. Brasília: Ministério da Educação, Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade, 2005. NASCIMENTO. A.; NASCIMENTO, E. Reflexões sobre o Movimento Negro no Brasil, 1938-1997. In: GUIMARAES, A. S. Tirando a máscara. São Paulo: Paz e Terra. p. 203-235, 2000. NASCIMENTO, A. 13 de maio uma mentira cívica. Discurso proferido pelo Senador Abdias Nascimento por ocasião dos 110 anos da Abolição no Senado Federal. Brasília, 1998. Disponível em: https://www.geledes.org.br/abdias-nascimento-13-de-maio-uma-mentira-civica-2/. Acesso: 27 de out. 2020. NASCIMENTO, A. C.; VIEIRA, C. N. M.; LANDA, B. S. Experiências interculturais na universidade: a presença dos indígenas e as contribuições à lei n° 11.645/08. Cadernos Cedes, Campinas, v. 39, n. 109, p. 397-416, set./dez., 2019. NASCIMENTO, D. G. O terceiro espaço: Confluências entre a literatura infanto-juvenil e a lei 10.639/03. Universidade Federal da Bahia. Programa Multidisciplinar em Estudos Étnicos e Africanos, Bahia, 2019. NEGRÃO, E. V.; PINTO, R. P. De olho no preconceito: um guia para professores sobre racismo em livros para criança. São Paulo: Fundação Carlos Chagas, 1990. NETTO, A. R. In: Raça Negra e Educação. Cadernos de Pesquisa- Fundação Carlos Chagas. São Paulo, n. 63, p. 1-155, 1987. NOGUEIRA, R. M. G. P; DOMINGOS, L. T. A contribuição da literatura para o conhecimento e reconhecimento da história e cultura afro-brasileira e africana. Identidade! São Leopoldo, v. 23, n. 1, p. 91-104, jan./jul., 2018. NORONHA, F. D. A. A Educação para as relações étnico-raciais em escolas da Rede Municipal de Educação de Goiânia. 2014. 200 p. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Federal de Goiás, Faculdade de Educação. Goiânia, 2014. NUNES, A. A. C.; SILVA, A. L. F.; ROCHA, L. F. B. V. A Lei 10.639/03 como instrumento político-pedagógico na perspectiva da Interculturalidade. Dialogia, São Paulo, n. 29, p. 95-110, maio/ago. 2018. NUNES, B. R. História da educação brasileira: o negro no processo de constituição e expansão escolar. In: XXII Encontro de Pesquisas Educacional do Norte e Nordeste. Natal, p. 1-15, out., 2014. OLIVA, A. R. A história africana nas escolas brasileiras. Entre o prescrito e o vivido, da legislação educacional aos olhares dos especialistas (1995-2006). História, São Paulo, n. 28, p.143-172, 2009. OLIVEIRA, A. J. Memória e cultura afro-brasileira nas vozes silenciadas: a busca pela nova reeducação das relações Étnico-Raciais. 2018, 91p. Dissertação (Programa de Pós-Graduação em História da Unidade Acadêmica de História e Ciências Sociais)- Universidade Federal de Goiás, Regional Catalão. OLIVEIRA, E. A Lei 10.639/2003 e a Escola de Educação Especial: um desafio a mais para a formação de professores. Educ. rev., n. 47, p. 85-95, 2013. OLIVEIRA, F. A educação básica e o tratamento da questão racial: as implicações da lei 10.639 para a formação de professores. Revista Educação e Políticas em Debate, v. 2, n. 1, p. 53-75, jan./jul. 2013. OLIVEIRA, M. A. J. Literatura afro-brasileira infanto-juvenil: enredando inovação em face à tessitura dos personagens negros. XI Congresso Internacional da ABRALIC/Tessituras, Interações, Convergências, São Paulo, p. 1-9, 2008. OLIVEIRA, M. L. Desenvolvimento e avaliação de um MOOC interativo para ensino de biologia celular/Development and evaluation of an interactive MOOC for the teaching of Cell biology. Tese Doutorado (Doutorado em Biologia Celular). Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Biologia, Campinas-SP, 2017. ______. Desenvolvimento e avaliação de uma interface adaptativa para ensino de ciências e biologia celular. 2013, 123 p. Dissertação (Mestrado em Biologia Celular). Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Biologia, Campinas-SP, 2013. OLIVEIRA, R. F. A Agenda do Legislativo Federal para as Políticas Curriculares (1995-2007). 30ª Reunião Anual da ANPED, Caxambu/MG 07 a 10 de outubro de 2007. Disponível em < http://www.anped.org.br/sites/default/files/gt05-3498-int.pdf>. Acesso: 16 de mar. 2020. PASINI, C. G. D.; CARVALHO, E.; ALMEIDA, L.H. C. A educação híbrida em tempos de pandemia: algumas considerações. In: Observatório Socioeconômico da COVID-19 (OSE). Santa Maria, p.1-9, 2020. Disponível em: https://www.ufsm.br/app/uploads/sites/820/2020/06/Textos-para-Discussao-09-Educacao-Hibrida-em-Tempos-de-Pandemia.pdf. Acesso: 27 de out. 2020. PAULA, B. X.; GUIMARÃES, S. 10 anos da lei federal nº 10.639/2003 e a formação de professores: uma leitura de pesquisas científicas. Educação Pesquisa, São Paulo, v. 40, n. 2, p. 435-448, abr./jun. 2014. PAULA, J. B.; PAIM, E. A. A discussão étnico-racial negra, construindo saberes nos processos formativos de professores. Criar Educação, Santa Catarina, p. 1-9, 2016. Disponível em: <http://periodicos.unesc.net/criaredu/article/view/2892> Acesso: 20 de mar. 2020. PEREIRA, A. M.; CRUZ, E. A. S.; OLIVEIRA, L. F. Por uma formação docente intercultural e pluriétnica na UFRRJ. Laplage em Revista, Sorocaba, v. 2, n. 3, p. 57-69, set./dez., 2016. PEREIRA, A. S. M.; GOMES, D. P.; CARMO, K. T. DO; SILVA, E. V. M. E. Aplicação das leis 10.639/03 e 11.645/08 nas aulas de educação física: diagnóstico da rede municipal de Fortaleza/CE. Revista Brasileira de Ciências do Esporte, Brasília, n. 6, p. 1-7. 2018. PEREIRA, L. N. N. Literatura Negra Infanto-Juvenil: Discursos afro-brasileiros em construção. Interseções. Rio de Janeiro, v. 18, n. 2, p. 431-457, dez. 2016. PEREIRA, M. C. Educação e políticas de ação afirmativa no Brasil: um debate étnico-racial atualizado na discussão das leis 10.639/03 e 11.645/08. In: RIBEIRO, C. M.; PEREIRA, M. C. Educação e relações étnico-raciais: diálogos, silêncios e ações. 2 ed. Goiânia: Editora UFG, p. 75-93, 2018. PICOWER, B. The unexamined Whiteness of teaching: how White teachers maintain and enact dominant racial ideologies. Race Ethnicity and Education, v. 12, n. 2, p. 197-215, 2015. PRETTO, N. L.; RICCIO, N. C. R. A formação continuada de professores universitários e as tecnologias digitais. Educar, Curitiba, n. 37, p. 153-169, maio/ago., 2010. PRODANOV, C. C.; FREITAS, E. C. Metodologia do trabalho científico: métodos e técnicas da pesquisa e do trabalho acadêmico. 2ª ed. Novo Hamburgo-RS: Feevale. 2013. Disponível em < https://drive.google.com/file/d/1lp5R-RyTrt6X8UPoq2jJ8gO3UEfM_JJd/view >. Acesso em 25/06/2020. RIBEIRO, C. M. A ausência da categoria raça/cor nas análises da historiografia da educação brasileira. In: RIBEIRO, C. M.; PEREIRA, M. C. Educação e relações étnico-raciais: diálogos, silêncios e ações. 2 ed. Goiânia: Editora UFG, p. 17-34, 2018. RIBEIRO, R. Ação educacional na construção do novo imaginário infantil sobre a África. In: MUNANGA, K. (org.). Estratégias e políticas de combate à discriminação racial. São Paulo: Edusp, 1996. RICHARDSON, R. J. Pesquisa social: métodos e técnicas. 3ª ed., São Paulo: Atlas, 2007. RODRIGUES, A. J. Metodologia Científica. São Paulo: Avercamp, 2006. RODRIGUES, E. A. Mia Couto e as possibilidades literário-pedagógicas para a Lei nº 10.639/03. Cadernos de Estudos Africanos, Lisboa, v. 34, p. 169-196, 2017. RODRIGUES, L. M. B. C.; CAPELLINI, V. L. M. F. Educação a distância e formação continuada do professor. Revista Brasil, Marília, v. 18, n. 4, p. 615-628, out./dez., 2012. RODRIGUES, R. M. M. Educação das relações étnico-raciais e gestão educacional. In: XV Simpósio Brasileiro e II Simpósio IberoAmericano de Política e Administração da Educação: construção histórica, debates contemporâneos e novas perspectivas. ANPAE, São Paulo, abr., 2011. ROCHA, S.; SILVA, J. A. N. À luz da lei 10.639/03, avanços e desafios: movimentos sociais negros, legislação educacional e experiências pedagógicas. Revista da ABPN, v. 5, n. 11, p. 55-82, jul./out. 2013. RUSSO, K; PALADINO, M. A lei n. 11.645 e a visão dos professores do rio de janeiro sobre a temática indígena na escola. Revista Brasileira de Educação, v. 21 n. 67, p. 897-920, out./dez., 2016. SANTANA, M. M.; LUZ, I. M.; SILVA, A. M. M. Dilemas e aporias subjacentes aos processos de implementação da Lei 10.639/2003. Educar em Revista, Curitiba, n. 47, p. 97-110, jan./mar. 2013. SANTOS, A. O.; OLIVEIRA, C. R.; OLIVEIRA, G. S.; GIMENES, O. M. A história da educação de negros no Brasil e o pensamento educacional de professores negros no século XIX. In: XI Congresso Nacional de Educação. Pontifícia Universidade Católica do Paraná. Curitiba. p. 1-15. 2013. SANTOS, A. S. A Lei nº 10.639/03 como fruto da luta anti-racista do Movimento Negro. In: Educação anti-racista: caminhos abertos pela Lei Federal nº 10.639/03 / Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade. Brasília: Ministério da Educação, Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade, 2005. SANTOS, R. A Lei nº 10639/03: Entre práticas e políticas curriculares. História & Ensino. Londrina, v. 16, n. 1, p. 41-59, 2010. SANTOS, R. O. A literatura afro-brasileira e africana, caminho para implementação da lei 10.639/03. Revista Interinstitucional Artes de Educar, Rio de Janeiro, v. 1 n. 2, p. 277-292, jun./set, 2015. SCHROEDER, C.; VEIT, E. A.; BARROSO, M. F. Formação continuada de professores das séries iniciais na modalidade semi-presencial: aprendendo ciências com atividades mãos-na-massa. Experiências em Ensino de Ciências, Mato Grosso, v. 6, p. 19-30, 2011. SILVA, A. C.; OLIVEIRA, P. C. S. Ressignificação da identidade negra em uma escola no Distrito de Sopa, Diamantina–MG. Olh@res, São Paulo, v. 3, n.1, p. 258-279, 2015. SILVA, A. Q.; JÚNIOR, M. S. L. Lei n° 10.639/03: Educar para a diversidade. Em favor de Igualdade Racial. Acre, v. 2, n. 1, p. 30-41, ago./jan., 2019. SILVA, L. C. L.; SILVA, K. G. O negro na literatura infanto-juvenil brasileira. Revista Thema, v. 8, Número Especial, p. 1-13, 2011. SILVA, M.; PEREIRA, M. M. Apontamento sobre a lei 10.639/2003 e o ensino de literatura: uma proposta de estudo. Poisés – Revista do Programa de Pós-Graduação em Educação. Unisul, Tubarão, v. 8, n. 14, p. 488-495, jul./dez., 2014. SILVA NETA, S. S. História e Cultura Afro-Brasileira e Africana nos livros didáticos de História indicados pelo Programa Nacional do Livro Didático - PNLD/2013. 2015. 190f. Dissertação (Mestrado em História) – Pontifícia Universidade Católica de Goiás, Faculdade de História. Goiânia, 2015. SILVA, R. B. A temática afro-brasileira na literatura infantil e juvenil: os autores e suas vozes. Entrevista com Heloisa Pires Lima, Júlio Emílio Braz, Lia Zatz e Rogério Andrade Barbosa, Literartes, n. 5, p. 51-86, 2016. SILVA, W. S.; MARQUES, E. P. S. Educação e relações étnico-raciais: a Lei 10.639/03, a formação docente e o espaço escolar. Horizontes, [S.l.], v. 33, n. 2, p. 47-56, 2015. SILVA, M. N. Abdias do Nascimento e a Lei 10.639/03. Revista Teias, v. 14, n. 34, 21-32, 2013. SILVA, P. B. G. Aprender, ensinar e relações étnico-raciais no Brasil. Educação. Porto Alegre, ano XXX, n. 3, p. 489-506, set./dez., 2007. SOUZA, F. Literatura afro-brasileira: algumas reflexões. Revista Palmares, Brasília, v. 1, p. 64-72, 2006. SIQUEIRA, E. P; MARQUES, E. P. S. A implementação da lei nº 10.639/2003 no Estado de Mato Grosso do Sul e a formação continuada de professores: uma perspectiva emancipatória e decolonial. Revista Contemporânea de Educação, v. 12, n. 23, p. 51-68, jan./abr., 2017. SOUSA, A. L. Personagens negros na literatura infanto-juvenil:rompendo estereótipos. In: CAVALLEIRO, E. (Orgs.). Racismo e anti-racismo na educação: Repensando nossa escola. São Paulo: Selo Negro Edições, 2001. SOUZA, A. M. A lei 10.639/2003 e a literatura luso-africana e afro-brasileira na escola. 2013. 233 p. Dissertação (Mestrado em Letras) – Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Instituo de Letras. Porto Alegre, 2013. SOUZA, F. S.; PEREIRA, L. M. S. Implementação da Lei 10.639/2003: mapeando embates e percalços. Educ. rev., n. 47, p. 51-65, 2013. SOUZA, I. A. L.; PEREIRA, S. P.; SALDANHA, A. F. L.; MARINHO, A. C. A literatura infanto-juvenil africana e afro-brasileira: desafios contra estereótipos saturados. Cadernos Imbondeiro, João Pessoa, v. 3, n. 2, p. 1-11, 2014. SOUZA, M. M.; CRUSOÉ, N. M. C.; MOREIRA, N. R. Limitações da formação docente evidenciadas na prática pedagógica: trato com o tema das relações Étnico-Raciais. Práxis Educacional. Vitória da Conquista v. 12, n. 21 p. 339-363 jan/abr, 2016. SOUZA, R. J.; COSSON, R. Letramento literário: uma proposta para a sala de aula. São Paulo: UNESP/UNIVESP, 2011. Disponível em: <https://acervodigital.unesp.br/bitstream/123456789/40143/1/01d16t08.pdf>. Acesso: 13 de jun. 2020. SUE, D. W.; LIN, A. I.; TORINO, G. C.; CAPODILUPO, C. M.; RIVERA, D. P. Racial microaggressions and difficult dialogues on race in the classroom. Cultural Diversity and Ethnic Minority Psychology, v. 15, n. 2, p. 183-190, 2009. SULEIMAN, B. B. Psicologia e Ensino das Relações Étnico-Raciais: uma experiência na formação de professores. Psicol. Esc. Educ., Campinas, v. 18, n. 2, p. 369-372, ago., 2014. THEODORO, M. Relações raciais, racismo e políticas públicas no Brasil contemporâneo. Revista de Estudos e Pesquisas sobre as Américas, v. 8. n. 01, p. 205-219, 2014. XAVIER, M. C.; DORNELLES, A. P. L. O debate parlamentar na tramitação da Lei 10.639/2003: interrogando o papel da escola na construção da identidade cultural e étnica no Brasil. EccoS Rev. Cient., São Paulo, v. 11, n. 2, p. 569-586, jul./dez. 2009.
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
URI: https://repositorio.ifgoiano.edu.br/handle/prefix/1610
Issue Date: 22-Feb-2021
Appears in Collections:Mestrado Profissional em Ensino para a Educação Básica

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
dissertação_Leandra_Mendes.pdfDissertação_Leandra_Mendes6,57 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.