Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ifgoiano.edu.br/handle/prefix/1474
metadata.dc.type: Dissertação
Title: QUALIDADE DE SOLOS CULTIVADOS COM HORTALIÇAS NO DISTRITO FEDERAL
metadata.dc.creator: Assenção, Daniel Otávio Moreira de
metadata.dc.contributor.advisor1: Silva, Juscimar da
metadata.dc.contributor.referee1: Guedes, Ítalo Moraes Rocha
metadata.dc.contributor.referee2: Lima, Carlos Eduardo Pacheco
metadata.dc.description.resumo: A produção de hortaliças está entre as mais importantes atividades agrícolas no Distrito Federal, e em diversas regiões do mundo. Se desenvolve principalmente nos arredores das grandes cidades, próximas ao mercado consumidor, para reduzir custos e as perdas causadas pelo transporte devido a sua perecibilidade. A degradação do solo é, muitas vezes, associada com a intensificação da agricultura. No cultivo convencional de hortaliças é frequentemente realizado preparo intensivo do solo, com uso de maquinários e implementos pesados. Considerando os ciclos anuais de cultivo, sendo possível até vários ciclos por ano, para alguns grupos, o uso de doses altas de fertilizantes para atender a alta demanda por nutrientes das hortaliças, e a necessidade de tratos culturais para controle de pragas e doenças, este uso intensivo do solo pode causar distúrbios nos atributos químicos e físicos, com reflexos diretos na sua biologia. Assim, torna-se essencial o monitoramento periódico da qualidade do solo e a adoção de práticas de manejo sustentáveis que proporcionem a produção de alimentos saudáveis, com altas produtividades, sem comprometer as demais funções do solo e sua qualidade. O objetivo deste trabalho foi realizar um diagnóstico da qualidade do solo sob produção de hortaliças no Distrito Federal. Para isso foram coletadas amostras de solo em 29 unidades de amostragens, em diferentes propriedades rurais, com tradição de cultivo de hortaliças. Paralelamente a este estudo foram coletadas 120 amostras de solo em áreas de vegetação nativa, sem ou com o mínimo de intervenção antrópica, com o objetivo de estabelecer Valores de Referência de Qualidade (VRQ) para elementos traço de importância ambiental, bem como servir de referências para interpretação dos resultados das análises de áreas sob produção agrícola. As amostras foram retiradas na profundidade de 0 a 20 cm, utilizando trado tipo holandês, e lavadas ao laboratório de solos da Embrapa Hortaliças. Além da análise química de rotina de solos, foram selecionados mais seis indicadores para compor o estudo de diagnóstico, a saber: condutividade elétrica do solo, elementos traço, grau de floculação, carbono ativo (Lábil), proteínas do solo, respiração microbiana do solo. Os resultados obtidos foram ranqueados por meio de índices de qualidade para categorizar as áreas agrícolas quanto sua função principal de produzir alimentos. Para tanto foi estimado o índice de qualidade médio (IQSm) considerando as medianas das variáveis de todas as áreas amostradas. Os resultados indicaram melhoria da fertilidade do solo com correção da acidez, entretanto as adubações muitas vezes são desequilibradas, com excesso de potássio, cálcio, magnésio e micronutrientes e adubação fosfatada e de boro insuficientes. Adubações excessivas apresentaram efeitos a condutividade elétrica da e limitam a produtividade, chegando a inviabilizar o cultivo de algumas espécies em algumas glebas. Foram observados incrementos nos teores de elementos traço (metais pesados) apenas para àqueles que tem função de micronutriente. O preparo intensivo do solo e o excesso de cátions promoveram um aumento considerável da argila dispersa do solo nas áreas cultivadas em relação a áreas nativas. Os teores de carbono ativo e proteína do solo encontrados também foram insuficientes, em consequência do manejo inadequado da MOS, com pouca diversidade de plantas cultivadas, preparo excessivo do solo e adubação desequilibrada. O IQS médio estimado para as áreas agrícolas apresentou pontuação (score) 63. Os valores excessivos de potássio e de alguns micronutrientes disponíveis, seguido pela baixa qualidade biológica dos solos respondem pelo baixo escore obtido. A melhoria da qualidade desses solos analisados passa pela mudança de manejo para as variáveis que receberam menores pontuações, em especial aquelas associadas as funções biológicas do solo.
Abstract: Vegetable production is among the most important agricultural activities in the Distrito Federal, Brazil, and in many regions all over the world. Due to its perishability and to reduce costs and losses during transportation, growing areas develop mainly around large cities and close to consumer market. Soil quality degradation is often associated with the intensification of agriculture. Growing vegetables under conventional system is related to intensive soil preparation often performed using machinery and heavy implements and application of high fertilizer doses. Such intensive land use can give rise to imbalance in chemical and physical soil attributes, with direct effects on its biology. Thus, monitoring soil quality and adopting sustainable management practices are essential to provide safe food production, with high yield, without compromising the other soil functions and its quality. The objective of this work was to diagnose the soil quality cultivated with vegetables. Soil samples were collected in 29 sites traditionally cultivated with vegetables, at 0 to 20 cm depth. 120 soil samples were also collected in areas of native vegetation or with minor anthropic intervention to establish Quality Reference Values (VRQ) for trace elements of environmental relevance, as well as to use as references for interpreting the results of analysis of areas under agricultural production. In addition to soil chemical analysis, six more indicators were selected to compose the diagnostic study, namely: soil electrical conductivity, VRQ, degree of flocculation, active carbon (Labile), soil proteins, soil microbial respiration. The results obtained were ranked by means of quality indexes to categorize agricultural areas according to main soil function, that is to produce food. For this purpose, the average quality index (IQSm) was estimated considering the average of the variables of all sampled areas. The results indicated an improvement in soil fertility with acidity correction, however the fertilizer contents were often unbalanced, with excess of potassium, calcium, magnesium and micronutrients, except for boron that showed different pattern, as does phosphate, were the soil content were below critical level. Excessive fertilization had direct effects on the electrical conductivity and that could be a major constraint for some group of vegetables. Increases on trace element (heavy metals) levels were observed only for those with micronutrient function. The intensive tillage and the excess of cations promoted a considerable increase on dispersed clay of cultivated soils in relation to native areas. The content of active carbon and proteins were also lower, as a result of inadequate management of soil organic matter, with little diversity of cultivated plants, excessive soil preparation and unbalanced fertilization. The estimated average IQS for agricultural areas scored 63. The excessive content of potassium and some available micronutrients followed by poor biological quality of the soils account for such low score. Improving the soil quality of the studied areas involve some changes on the management of the variables that received lower scores, especially the ones associated with biological activity of the soil.
Keywords: Qualidade do solo
Hortaliças
Saúde do solo
metadata.dc.subject.cnpq: CIENCIAS AGRARIAS::AGRONOMIA::CIENCIA DO SOLO::MANEJO E CONSERVACAO DO SOLO
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Instituto Federal Goiano
metadata.dc.publisher.initials: IF Goiano
metadata.dc.publisher.department: Campus Morrinhos
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Olericultura
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
URI: https://repositorio.ifgoiano.edu.br/handle/prefix/1474
Issue Date: 30-Jul-2020
Appears in Collections:Mestrado em Olericultura

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
dissertação Mestrado_Daniel Assenção.pdf2,82 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.